Liga Futsal: Classificação e méritos ao adversário

A tarefa era enfadonha e Assoeva acabou eliminada para o Joinville, domingo, em Santa Catarina. O placar de 4 x 3 a favor dos catarinenses mostrou o esforço do time amarelo que foi buscar o improvável, que seria vencer um qualificado adversário por duas vezes. A equipe de Venâncio tentou propor o jogo, contudo o investimento e a superioridade do JEC fez a diferença. A classificação se encaminhou ainda no primeiro tempo e se definiu nas expulsões de Dill e Boni.

Reação tardia

Mesmo assim, a equipe de Guilhermo Verfe foi valente e Marcelo Giba foi feliz acertando duas conclusões improváveis da entrada da área, amenizando a derrota e dando justiça ao placar.

Entraves

Um jogo recheado de cartões e expulsões prejudicou o desempenho da Assoeva, que encarou o adversário em busca da vitória. Parou na boa marcação adversária, pecou em erros de marcação mas a qualidade do elenco rival fez a diferença. O Joinville segue em busca do seu segundo título nacional enquanto a Assoeva se concentra para erguer o troféu de campeão gaúcha.

Um minuto

# Goleiro-linha eficiente: As bolas concluídas de longe não entraram em Venâncio, mas desta vez Alemão Darici e Giba, duas vezes, encontraram espaço para finalizar da entrada da área em Joinville, pena que restavam poucos minutos.

# Pivô Dieguinho tinha marcado apenas um gol na LNF. Diante da Assoeva marcou duas vezes. Quando atuava pela Intelli, em 2015, também fez muitos gols contra o time amarelo.

# A Assoeva dependia da intensidade e da individualidade de Vini Scola, Igor Carioca e Dill. Outra vez foram bem marcados.

# Inter voltou a reclamar do VAR no empate por 1 x 1 contra o Cruzeiro. Lance discutível que teve revisão após longo período de bola rolando.

# Grêmio também cobrou a arbitragem no empate diante do Corinthians, que se fechou e levou um ponto da Arena.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome