Airton Artus reage à Giovane Wickert

Artus, na na sua volta, recebeu uma camiseta da Administração Municipal das mãos do prefeito Jarbas. (Foto: Daiana Nervo AI Prefeitura)

O ex-prefeito Airton Artus (PDT), desde 2018, quando lhe faltaram tão somente 199 votos para se eleger deputado estadual pelo PDT, afirmou que concorreria novamente em 2022, para alcançar uma cadeira que Venâncio não tem na Assembleia neste século, pois as últimas foram com Gleno Scherer (PMDB-MDB) e Luiz Fernando Staub (PDS-PP) nos anos 80 e 90 do século passado.
Na semana que passou outro ex-prefeito de Venâncio, Giovane Wickert (PSB), que não se reelegeu prefeito em 2020, me confirmou que também vai concorrer a deputado estadual novamente, pois ele já concorreu em 2014, pelo PT, quando era vice de Airton.
A manifestação de Giovane provocou reação de Artus. Giovane deu algumas ‘indiretas’ nas entrevistas em que falou sobre sua candidatura para a reportagem da Folha e Terra. Artus me enviou uma nota na quinta, onde, de forma ‘indireta’, responde Giovane:
“Me apresento como pré-candidato a Deputado por entender que na estrutura geopolítica dos vales há a necessidade de um representante na Assembleia Legislativa do Estado.
Não me movimento por interesse da direção do partido, interesse de Deputados Federais (mesmo que trabalhe em harmonia com eles) e seus redutos ou feudos, muito menos por uma sobrevida na carreira política.
Minha motivação é pelo espaço a ser ocupado numa cadeia que pode proporcionar ganhos aos trabalhadores, aos empresários, ao meio rural, enfim; a todas as comunidades das nossas regiões especialmente Venâncio Aires.
Um representante que conhece as pessoas, a vocação dos municípios, suas necessidades e sua importância política (relegada ao segundo plano).
Some-se a isso uma experiência acumulada como Vereador, Secretário, Vice-Prefeito e Prefeito, sempre paralelamente trabalhando e entendendo a iniciativa privada e as relações político-administrativas com as esferas estadual e federal.
Não é uma simples aventura. É um projeto amadurecido e construído com o apoio do meio político, da sociedade e das pessoas.”
Artus, como primeiro suplente do PDT, era coordenador da bancada na Assembleia. Na última semana deixou o cargo e retomou suas atividades como médico concursado do Município, para atuar ao lado do prefeito Jarbas da Rosa (PDT), no combate à pandemia do coronavírus. Quanto fala em apoios, Artus cita Romildo Bolzan, presidente do Grêmio que poderá ser candidato ao Piratini ou ao Senado pelo PDT, ao ex-deputado Ciro Simoni, que foi secretário estadual da Saúde, além de apoios apolíticos da comunidade regional.
Giovane, ao terminar seu mandato de prefeito, recebeu três convites do PSB para trabalhar. Um do deputado federal Heitor Schuch (PSB), outro do deputado estadual Dalciso Oliveira (PSB), que vai concorrer a federal, e o terceiro do presidente do partido, ex-deputado José Stédile, secretário de Obras e Habitação no governo Eduardo Leite. Giovane optou por assumir como Diretor Geral da Secretaria de Obra e Habitação, cargo equivalente ao de secretário-adjunto da pasta, que lhe permite trabalhar em todas regiões do estado.
Vamos ter muitos capítulos neste embate, que vai ter uma espécie de eleição ‘indireta’ em Venâncio, entre Artus e Wickert, que foram prefeito e vice reeleitos e que depois viraram adversários políticos.

Giovane recebe visita de Vinícius Medeiros

Vinícius visitou o ex-prefeito Giovane no Centro Administrativo do estado, onde é diretor geral da secretaria de Obras e Habitação. (foto: Divulgação)

Na quarta-feira Vinícius Medeiros, que desde o ano passado mora em Porto Alegre e atua no IBSaúde, visitou o ex-prefeito Giovane Wickert, no Centro Administrativo do Estado, onde é secretário-adjunto de Obras e Habitação, cargo que na denominação oficial é Diretor Geral da pasta.
Giovane escreveu em rede social, ao divulgar uma foto da visita: “Falamos um pouco em Venâncio, da região dos Vales, do Rio Grande e dos desafios que vem pela frente!”
Perguntei para Vinícius sobre a visita, e ele respondeu: “A visita foi para dar as boas vindas ao Governo. Falamos bastante sobre temas da política, nacional, estadual e municipal.”
Citei que Giovane vai ser candidato a deputado e perguntei sobre ele, Vinícius. E ele respondeu assim: “Amadurecendo a decisão baseado no que for melhor para Venâncio e os anseios de algumas décadas sem um representante nato. Afinal, as decisões políticas devem deixar de lado as vaidades pessoais por conta de um propósito maior que é o bem comum. Portanto, necessário iniciar esse debate e contribuir.”
Em 2018 Vinícius foi candidato a deputado estadual pelo PSDB, que presidia aqui. Em 2020 apoiou Giovane para a reeleição à prefeito, que não aconteceu. Pela resposta, minha leitura é de que não vai concorrer a deputado.
Vinícius defendeu a qualificação do seu projeto de tese do doutorado em Direito perante o júri/banca da Universidade Autônoma de Lisboa na quinta-feira e foi aprovado. “Momento especial e de muito conhecimento científico”, diz ele.

Notinhas

Madrugada – Nesta semana o Jornal do Comércio divulgou a Pesquisa Marcas de Quem Decide 2021. E a nossa erva-mate Madrugada foi a preferida dos gaúchos quando a pergunta era marca de erva-mate. A família Metzdorf da Madrugada Alimentos, comemora esta liderança. Barão e Vier vem em segundo e terceiro. São as três, mais a Ximango são as maiores ervateiras gaúchas

Emenda – Prefeito Jarbas da Rosa (PDT) acompanhado do vereador Benildo Soares (Republicanos) e da assessora da pasta do Meio Ambiente, Alessandra Ludwig, esteve na quinta-feira com o deputado federal Carlos Gomes (Republicanos), em Porto Alegre. Gomes destinou uma emenda parlamentar de R$ 150 mil para castração animal em Venâncio, solicitada por Soares. Isso é atacar o problema na raiz; castrar animais de rua é o primeiro passo para começar a controlar a população de cães e gatos, que dispara.

Leis – Bernie Madoff, o americano que aplicou o maior golpe financeiro do mundo no conhecido formato pirâmide, que somou US$ 65 bilhões prejudicando milhares de clientes, foi condenado há 150 anos em 2009. Ele morreu na prisão nesta semana. Aqui quem dá desfalque bilionário no governo cumpre alguns dias de cadeia, sai da prisão e quem é ‘condenado’ é o juiz que o colocou na cadeia. São as diferenças da aplicação das leis, lá e aqui.

CPI – E o STF, em decisão de plenário, por 10 votos a 1, confirmou decisão do Ministro Luís Barroso, que determinou ao Senado abrir CPI contra Bolsonaro, para investigar ações do governo na pandemia. O Senado vai ampliar para Estados e Municípios, para ser justo.

Lula – O STF também decidiu em plenário sobre a anulação monocrática de Edson Fachin para a condenação de Lula. Por 8 votos a 3 a Corte confirmou a decisão de Fachin, que foi relator e disse que mesmo que Lula tenha comandado os desvios bilionários, entende que o ex-presidente não poderia ser condenado pela Vara Federal de Curitiba. A decisão do STF foi mais um ‘tapa’ na cara dos brasileiros e a desmoralização da Operação Lava Jato, que desbaratou a quadrilha instalada em Brasília nos governos do PT. A mensagem subliminar do STF para a sociedade é de que o crime compensa.

Pesquisa – O site Poder 360 divulgou nesta semana pesquisa PoderData sobre a eleição presidencial. Mostra Lula com 34% das intenções de voto, contra 31% de Bolsonaro. Bem distante vem Ciro e Huck com 6%, Amoêdo com 5%, Doria com 4%, Moro com 3% e Mandetta com 2%. Em simulação de segundo turno Lula venceria com 52% contra 34% de Bolsonaro. A pesquisa também mostra que Bolsonaro perderia para Luciano Huck, candidato do plim plim, por 48% contra 35%. É estranho isso, assim, de repente.

Esportivas

* E o Grêmio foi derrotado de novo pelo Independiente del Vale, do Equador, e fica fora da Libertadores. O tricolor tinha perdido por 2 a 1, de virada, no Paraguai na sexta. Na quarta, perdeu novamente por 2 a 1, de virada, na Arena. Com isso disputa a Copa Sul-Americana.
* E a desclassificação da Libertadores fez Renato sair do Grêmio. A informação é de que foi pedido dele. Fim de um ciclo vitorioso. Renato conquistou uma Libertadores, uma Copa do Brasil, uma Recopa Sul-Americana, títulos do Gauchão e Recopa Gaúcha. Foram 307 jogos em quatro anos e meio. Era o técnico mais longevo dos maiores clubes no país.
* Tiago Nunes, ex-Athletico PR, deve ser o novo técnico. Bom nome.
* O Inter, depois de quase duas semanas de treinos para o novo técnico Miguel Ramírez implantar seu jogo posicional, fez 6 a 1 no Aimoré, em São Leopoldo, pelo Gauchão na quarta. O colorado se prepara para iniciar a Libertadores na próxima terça, na Bolívia, contra o Always Ready.
* A grande noticia colorada é a liberação de Taison na Ucrânia. Ele será o novo 10 do Inter.
* Aqui a Assoeva faz venda de camisetas do novo uniforme, enquanto Morruga ajusta o time esperando o início das competições.
* E no Guarani o presidente Sergio Batista e diretor financeiro, Marcos Bresciani, fazem trabalho junto aos conselheiros para receber as contribuições. Os conselheiros em dia, vão receber uma linda camiseta do clube, enquanto não se tem definições sobre competições.

Do Twitter

* O Globo: Por 8 a 3, STF confirma anulação das condenações de Lula na Lava-Jato, o que o torna elegível
* Estadão: Lula começará a intensificar agenda política a partir de sábado, duas semanas após vacina
* Folha S. Paulo: Pedro Bial diz que precisaria de detector de mentiras para entrevistar Lula
* Poder360: Lula amplia vantagem sobre Bolsonaro no 2º turno e venceria por 52% a 34%, diz pesquisa PoderData
* Dilma Roussef: O STF faz história ao reconhecer que a 13ª Vara Federal de Curitiba, comandada pelo juiz suspeito Sergio Moro, era incompetente para julgar Lula
* Alceu Moreira: A decisão do STF constrange todos os brasileiros que lutam para arrancar a chaga de ‘país da impunidade’. O histórico escandaloso de corrupção de Lula e PT jamais será apagado, e o povo mostrará nas urnas o que não quer viver novamente. A luta não foi em vão
* Pompeo de Mattos: Nem Lula, nem Bolsonaro, é Ciro Gomes. Ciro é o mais preparado! É quem vai nos tirar dessa crise política e colocar o Brasil de volta aos trilhos do desenvolvimento
* Marcel van Hattem: Sindicatos de esquerda na área da educação bloqueiam o retorno às aulas presenciais. Precisamos aprovar o PL que garante que educação presencial é atividade essencial e retomar as aulas com todos os cuidados necessários

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques