Dia do Professor diferente

Este 15 de outubro, marca a passagem do Dia do Professor de uma forma diferente. A pandemia mudou tudo que tinha sido planejado para 2020, aulas, calendário escolar, provas, vestibulares, virou de ‘pernas pro ar’ a vida estudantil. Estamos entrando no ultimo trimestre do ano e tivemos aulas presenciais por menos de um mês, até 19 de março. Desde então os alunos tem aulas remotas, por ferramentas digitais e nem todos tem acesso, pois dependem do sinal de internet, ou de retirar material físico nas escolas.
As escolas públicas não voltaram até agora e pelo jeito não voltam neste ano. Está se propondo emendar 2020 com 2021, sem rodar ninguém, e diluir o conteúdo não passado em 2020 durante o ano letivo de 2021. Uma tentativa de salvar o que é possível, pois o aprendizado foi muito prejudicado e a nossa educação, que já padece de melhores condições e qualidade, vai cair ainda mais.
Será preciso muito planejamento e, especialmente, determinação, de governantes, professores, alunos e pais, para que se possa recuperar o que for possível do que foi perdido.

Notinhas

* Na cobertura eleitoral da Folha e Terra na eleição, hoje tem o Mateando, entrevista ao vivo pelo Facebook, produzida e apresentada pela editora da Folha, jornalista Letícia Wacholz. E nesta eleição vão ser dois com cada candidato. Hoje, às 19h, o prefeito Giovane Wickert (PSB), por sorteio, será o entrevistado da primeira rodada. Ele receberá Letícia e equipe em sua residência, para falar do candidato a da sua vida em família. Jarbas da Rosa (PDT) fará o segundo programa, no dia 22. Os dois ainda voltam para outro Mateando, aqui na redação da Folha, acompanhados dos candidatos a vice. São oportunidades que a Folha e Terra criam para ouvir as propostas dos dois candidatos a prefeito e até conhecer melhor a sua vida familiar.

* A atitude do ministro do STF, Marco Aurélio Melo, o ‘soltador geral de República’, de liberar da cadeia o maior traficante do país é para deixar o brasileiro revoltado. E ele se defende dizendo que ser baseou em leis feitas pelos nossos deputados federais. aquelas para impedir prisão de políticos ladrões. Soltou André do Rap, l´pider do PCC, com condenação de mais de 20 anos, ‘exigindo’ que ele ficasse em casa a disposição da Justiça. Isso é dar um ‘tapa’ na cara do brasileiro. Agora o STF tenta remendar e vota em colegiado para decidir se o bandido deve voltar para a cadeia. Só que ele saiu da prisão e sumiu. E pensar que a Policia passou seis anos ‘caçando’ o traficante, que ficou um ano na cadeia, e foi solto pela Suprema Corte da Justiça. Que país é este?

 

Do Twitter

* Veja: PF já fez 52 operações contra desvios de verbas para combate à Covid-19.
* UOL: Bolsonaro diz que dará voadora no pescoço de quem praticar corrupção em seu governo
* O Globo: ‘Bandeiraço’: Milhares de opositores voltam às ruas para protestar contra o governo de Alberto Fernández
* Folha S. Paulo: Advogada sócia de ex-assessor de Marco Aurélio conseguiu soltura de chefe do PCC
* Crusoé: Maia defende artigo que permitiu soltura de traficante e diz que problema é do Judiciário
* GZH: “Se houve falha no caso, não foi minha”, diz Marco Aurélio sobre decisão de soltar chefe do PCC
* CNN: Maia diz não ter pressa para votar 2ª instância
* Eliane Catanhêde/Estadão: Qual o sentido de soltar André do Rap, chefe do PCC, que a polícia demorou anos para capturar?
* Cristian Deves: STF da um recado aos jovens e ao povo Brasileiro…….”Com grana tudo se resolve”
* Bolsonaro: Existe um modelo econômico que conseguiu o impossível: Argentina sem carne. Venezuela sem petróleo. Cuba sem açúcar.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome