Dois projetos no mesmo dia

A redação da Folha viveu uma situação inusitada na tarde de sexta, quando se fechava a edição de sábado. Recebemos, via assessorias, releases sobre dois projetos de desenvolvimento para Venâncio Aires, no mesmo dia. A jornalista Daiana Nervo, da agência Singmaru, enviou às 12h06min, um texto e uma foto de Jarbas da Rosa falando sobre o Projeto Venâncio Aires 2.030, sua proposta para formar seu Plano de Governo, já que é pré-candidato a prefeito pelo PDT, e projetar a médio prazo estratégias de desenvolvimento. O material foi postado em rede social as 16h47min de sexta.

Perto das 17h a jornalista Vanessa Behling contatou a redação para anunciar que estava preparando material para divulgar um projeto do prefeito Giovane Wickertt (PSB). O material chegou por e-mail as 18h28min, projetando a recuperação econômica do município no pós-pandemia e traçando estratégias de desenvolvimento até 2.040.

Os dois projetos saíram nas páginas da Folha no sábado e suscitaram desconfianças. Por parte de Jarbas a desconfiança de que depois dele divulgar o seu projeto em rede social, o governo ‘correu’ para anunciar um também. Por parte de Giovane a desconfiança de que ‘vazou’ o projeto que vem sendo trabalhado no governo desde 26 de março, liderado pelos secretários Claudio Soares, do Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, e Eleno Stertz, da Fazenda. Giovane me enviou material comprovando esta data.

Foi o que cada um me argumentou, em resumo.

Prefiro acreditar que seja coincidência, e digo o porque. Giovane, como vai anunciar mais detalhadamente nos próximos dias, trabalha com um o projeto de recuperação econômica pós-pandemia e estratégias de desenvolvimento até 2.040, até porque vai ser candidato a reeleição como prefeito. Vai propor novas realizações para Venâncio, que está executando propostas projetadas lá atras, como no governo do prefeito Almedo Dettenborn (2005/2008), quando foi projetado o caminhódromo do Acesso Leopoldina agora tirado do papel por Giovane. Ou como a asfalto do Corredor dos Gauer, há muito reivindicado, e agora sendo feito. Giovane vai chamar o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), integrado por lideranças empresariais e comunitárias, para pensar este projeto coletivamente. Uma muito boa noticia.

De outro lado, Jarbas da Rosa segue uma prática do PDT nas últimas quatro campanhas eleitorais, de fazer um Plano de Governo com a participação de setores e lideranças da comunidade.

 

E o vídeo fortaleceu Bolsonaro

Autorização do Ministro do SFT, Celso de Melo, para divulgação do vídeo da reunião ministerial de Bolsonaro de 22 de abril, que Moro dissera ser a prova de que o presidente queria interferir na Polícia Federal, deu auê. Além de não provar crime algum de Bolsonaro, as falas de Ministros e do Presidente em defessa de um governo honesto e voltado para o povo, agradaram quem votou em Bolsonaro e até quem não votou, excluindo-se a esquerda, é claro. A grande imprensa faz um esforço homérico para tentar incriminar Bolsonaro. O ‘establishment’ errou feio nesta estratégia do vídeo. Ajudou a fortalecer Bolsonaro.

Mas os ataques da imprensa, adversários políticos e entidades ideológicas, vão continuar, mais furiosos ainda. Agora o desmatamento da Amazônia volta a ser foco para tentar incriminar o governo. Li que estão anunciando até que o próximo vírus letal no mundo vai sair da Amazônia, por causa do desmatamento. Não duvido que seja fabricado lá desta vez.

 

Do Twitter

* O Globo: Em duas horas de reunião, Bolsonaro e ministros disparam 42 palavrões; presidente lidera com 34.

* Folha S. Paulo: EUA suspendem entrada de estrangeiros que passaram pelo Brasil.

* IstoÉ: Globo perde 350 mil assinantes do Premiere e o prejuízo é de R$ 40 milhões.

* Alexandre Garcia: Celso de Mello turbina Bolsonaro e constrange Sérgio Moro.

* David Coimbra/GaúchaZH: Vídeo da reunião ministerial foi um escândalo, mas foi bom para Bolsonaro.

* Cristian Deves: Alo Celso de Melo, agora libera as reuniões da compra superfaturada de Pasadena, do Mensalão e do Petrolão. Estas LIVE’s vão bombar.

* Deputado Zucco: Os esquerdeopatas e afins estão horrorizados com os palavrões na reunião! Eles preferiam o engomadinho do FHC comprando a reeleição…preferiam o Lulinha “paz e amor” roubando e criando o MAIOR caso de CORRUPÇÃO da história…têm saudades da Dilma que deixou roubar e quebrou o Brasil.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome