Fumicultor recupera ganhos

O ex-vereador Roque Weber, plantador de tabaco em Cerro dos Bois e hoje orientador agrícola de uma empresa de tabaco da região, me liga para se referir à nota sobre o tabaco que saiu na coluna. Weber, que é produtor de primeira linha, com alta média de produtividade e qualidade em sua lavoura, assinala que a média de venda na safra passada ficou em R$ 75 por arroba e não em R$ 90 como divulguei e que neste ano a média passa fácil dos R$ 100 por arroba. Quem plantou fumo vai tirar o prejuízo da safra passada, diz Weber.

Isso mostra que existem duas situações distintas. A oficial e a de mercado. As empresas estão reajustando preço do tabaco na casa dos 5% em relação à safra passada nas negociações com representantes dos produtores. Só que no mercado a situação é diferente. Passar média de R$ 75 para mais R$ 100 de uma safra para a outra é ganho a mais na casa dos 30%. Confirmando-se isso, o produtor recupera alguma coisa de ganho com a produção de tabaco.

Destaques