Grupo Bade, uma família empreendedora

Vemos muitos exemplos de empreendedorismo familiar. Nesta semana me chamou atenção a família Bade, que abriu nova loja no centro da cidade. Airton Bade, vice-presidente de Comércio da Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Venâncio (Caciva), destaca a rede de lojas da família, incluindo as filhas e os genros.Perguntei à Airton o histórico. Pedi para resumir em dez linhas. Ele não conseguiu. É uma história de persistência e superação que virou um sucesso.Bade é natural da Vila Deodoro, distrito de onde saíram muitos empreendedores daqui da cidade. Ele tem formação de Técnico em Agricultura pela Escola Técnica Federal de Bento Gonçalves em 1986. Trabalhou como vendedor de defensivos agrícolas em 1987, depois na Fumossul entre 1987 e 1990 e Brasfumo até 1992. “Mas eu e a Márcia (esposa) sempre tivemos um espirito empreendedor e queríamos montar nosso próprio negócio”, conta ele, descrevendo os passos até chegar onde está hoje.

Foto: Divulgação Airton e Márcia Bade entre as filhas Mikaela e namorado Rodrigo Hammes Stroschoen (e) e Lunara e namorado Renan Zart (d).
Airton e Márcia Bade entre as filhas Mikaela e namorado Rodrigo Hammes Stroschoen (e) e Lunara e namorado Renan Zart (d).

“1º negocio, em 1993, foi uma sorveteria na praia, quebramos, pegamos um ano de El Ninho, só chovia.2º negocio, em 1994, foi um ‘boteco’ no Grão Pará, que aluguei de seu Adão Palhares e montamos um pequeno mercado.3º foi um mini mercado no Bairro Aviação, já como Comercial Bade. A Marcia cuidava do mercadinho e eu vendia produtos do Paraguai, confecções da fábrica de minha irmã Adriana, melancia, conservas, floricultura e tudo o que aparecia.4º, em 2.000, compramos o local do Nelson Delavi e montamos um mercadinho maior.Passei a fazer representação comercial, vendendo calçados, e consegui uma fábrica de confecções. Logo passei a atender todo o Estado do RS e Oeste de SC, com vários pré-postos trabalhando para mim. A Márcia começou a viajar para SC, trazia vestuário. De mini mercado virou a loja de confecções em 2003. A Lunara (filha) pequenina já acompanhava os negócios, brincando com os clientes.Compramos uma sala no Viasul onde montamos a nossa 2º loja, onde passamos da Comercial Bade para Lojas Bade. Em 2008 montamos a loja do centro, perto do Lenz, em 2011 outra no Gressler e em 2014 outra em Arroio do Meio.Depois de uma praia em 2015 a Lunara queria seu próprio negócio, compramos a Betinho Esportes e montamos a Bade Esportes. Em 2016 colocamos mais uma Bade Esportes em Lajeado, que não deu certo. Em 2018 compramos um prédio no centro e a Lunara e o Renan (genro) montaram uma casa de festas La Luna Festas e Eventos. Como os dois são empreendedores e seguindo um sonho da Lunara, montaram e inauguraram a poucos dias a Bade Moda e Sapataria. E surgiu através deles o Grupo Bade, para juntar todos os empreendimentos.A Mikaela (a outra filha) continua estudando, e o namorado Rodrigo, já trabalha comigo na administração das Lojas Bade. Somos uma empresa familiar. Deus nos dê inteligência, para daqui alguns anos contar a mesma história com muito mais empreendimentos”, me descreveu o Bade.Uma história de sucesso.