Maio com retomada gradual

O governador Eduardo leite (PSDB) se pronunciou no feriado de terça para dizer que o RS vai retomar gradualmente suas atividades em maio. É o distanciamento controlado, como chamou. A tradução é que Leite vai adotar no estado o que os prefeitos, como o nosso, Giovane Wickert (PSB), já adotaram desde a semana passada; a reabertura das cidades com controle de distanciamento.

Retomar as atividades com proteção obrigatória de máscaras, higienização de mãos e locais de trabalho com álcool em gel, atendimento limitado no comércio e distanciamento de pelo menos dois metros entre as pessoas, levará adiante a forma como enfrentamos o coronavírus desde que ele chegou para os gaúchos e onde não avançou como em outras regiões do pais, mas preocupa.

Aliás, no final de semana ouvi outra manifestação do médico e deputado federal do MDB gaúcho, Osmar Terra, ex-prefeito de Santa Rosa. Ele disse que estamos ‘virando a curva’ do corona e que se seguirmos com os cuidados básicos, não vamos viver situações extremas, de caos na saúde para atender doentes graves. Terra mais uma vez reiterou que existem quatro grandes focos no Brasil, cada um com seus motivos. Rio e São Paulo que realizaram o carnaval mesmo sabendo da presença do vírus e tem fluxo maior de viajantes. Fortaleza que tem um grande tráfego de italianos vindo da região de Milão, com três voos semanais para a capital cearense, que tem mais casos de corona do que toda região Sul junta. Manaus, onde existem muitas empresas chinesas operando na zona franca.

Terra contraria os alarmistas e virou alvo da grande imprensa, que o ridiculariza. Se ele estiver com razão, – tomara que esteja – será melhor para todos os brasileiros.

 

Sobre foco

O secretário municipal da Indústria e do Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, Claudio Soares, rebate cobranças feitas pelo ex-prefeito Airton Artus sobre a falta de foco no incentivo às empresas, como saiu na coluna de terça.

Quanto ao comentário do ex-prefeito Airton Artus, deixando subentendido que falta foco no Desenvolvimento Econômico local, citando como exemplo a ausência de fomento ao setor do vestuário, gostaríamos de apresentar um importante contraponto. Atualizando a comunidade, muito antes de ser obrigatório o uso de máscaras em Venâncio, o polo de vestuário já estava com a incumbência de fornecer 600.000 máscaras para todo o Brasil, em decorrência de uma parceria firmada entre Lojas Renner, DiSelem e Fitesa ainda no mês de março! Foram 8 ateliers envolvidos e centenas de postos de trabalho preservados. Dessas, 10.000 máscaras já foram entregues a Venâncio, gratuitamente! A partir da próxima semana, outras 150.000 máscaras serão produzidas em ateliers locais e estarão disponíveis no SUS de forma gratuita. Também serão produzidas mais 50.000 máscaras exclusivamente com MEIs, costureiras autônomas e artesãos da cidade, em um programa inédito que será executado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo e a Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Social! Formamos uma rede de cooperação com os lojistas locais e mais de 15.000 máscaras serão produzidas nos ateliers locais para serem distribuídas gratuitamente ao consumidor! O próprio Hospital São Sebastião, após auxiliarmos diretamente na questão, está demandando mais 100.000 máscaras de ateliers locais. Nós visitamos vários ateliers para incentivar o empreendedor e revisar a condição de salubridade apoiando a adoção de boas práticas de fabricação desses produtos, fato que já está chamando a atenção de várias empresas e municípios da região interessadas em nossos produtos. No enfrentamento ao coronavírus, a postura da equipe de governo na defesa do desenvolvimento econômico é uma referência no Estado e vem sendo reconhecida por várias entidades representativas o que nos enche de orgulho. Somos exemplos exatamente pelo foco setorial empreendido em muitas de nossas ações!

Notinhas

* E a chuva não vem. O Castelhano vai resistindo bravamente, mas não por muito tempo, para abastecer a cidade. Gazeta de ontem mostra que em Santa Cruz o Lago Dourado tem água para abastecer a cidade por mais 40 dias. Tem chuva de 30mm prevista para terça, 28, e depois dia 5 de maio mais 38mm. Mas é pouco para armazenar água. Se as chuvas não retornarem com regularidade, além do prejuízo nas lavouras, vamos ficar sem água para consumo nas cidades.

* Quando o barril de petróleo no mercado internacional – que regula o preço da gasolina no Brasil, mesmo o país sendo auto suficiente na produção – bateu em US$ 80 a gasolina foi a R$ 5. Com a parada geral no globo pelo coronavírus, o consumo de combustíveis caiu drasticamente e o barril caiu para US$ 20, baixou 75%, ao nível do preço de 2001. A gasolina vai ter que baixar muito ainda.

* Os seguidores fiéis da Organização Mundial da Saúde, que vemos todos dias na TV com aquele etíope dizendo o que o mundo deve fazer, levaram um susto no final de semana, quando a OMS aconselhou que o futebol só volte a ser disputado em 2022. Ai não.

* Em artigo ao lado o secretário municipal da Indústria e Comércio, Claudio Soares, responde questionamento do ex-prefeito Airton Artus, que publiquei terça, sobre confecção de máscaras.

 

Do Twitter

* Exame: OMS alerta para alta nos casos da Covid-19 na América Latina e África.

* Folha S. Paulo: Brasil segue EUA e deixa de apoiar medida da ONU de cooperação contra coronavírus.

* Veja: Hidroxicloroquina em pacientes com sintomas leves pode prevenir internação, diz estudo.

* Crusoé: PT adota o ‘Fora Bolsonaro’ e Lula prepara duro discurso.

* Cristian Deves: Vem ai o Corona Jato…aguardem.

* Telmo Kist: Li a ZH hoje (terça) da capa até o David Coimbra. Incrível o pensamento único do jornal. Não há contradição. Não ocorre que, em algum tema, possam estar equivocados? Isto tem nome: doutrinação. Diferente de jornalismo.

* Fabrício Haas: Venâncio Aires nem sempre teve UTI no hospital São Sebastião Mártir! Uma campanha comunitária juntou esforços pra construir e equipar esta UTI! Tinha gente que era contra… inclusive da área médica! Para pensar…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques