Mais empregos, mesmo na pandemia

Nesta semana o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados mostrou o desempenho da geração de empregos no mês de janeiro no país. O saldo foi o melhor da série histórica para o mês desde 1992, com 260 mil empregos gerados, em plena pandemia. Um ótimo resultado, considerando que em 2020, antes da pandemia, janeiro teve geração de 117 mil empregos no país.
No Rio Grande do Sul foram gerados 27 mil empregos em janeiro, também o melhor resultado desde 1992. Em Venâncio são 821 empregos gerados, o melhor resultado para o mês de janeiro desde 2008, quando foram 1.210 empregos.
Venâncio tem também o melhor resultado na região e a relação é direta com o início da contratação de mão de obra temporária das tabacaleiras. Venâncio tem um número menor de demissões se compararmos com Santa Cruz, que também tem contratações das tabacaleiras, mas o saldo no mês foi de 472 empregos. E Lajeado, com uma matriz produtiva baseada na indústria da alimentação, comércio e serviços, teve em janeiro saldo de 196 empregos.
Esses números ‘espancam’ o discurso da esquerda de que o pais está afundado, daqueles que pregam o quanto pior melhor. Existe um Brasil silencioso, que trabalha e se desenvolve, à margem destes discursos ideológicos que ouvimos todos dias na grande mídia, por jornalistas, políticos e ‘especialistas’.
A preocupação em Venâncio é com fevereiro e especialmente março, com a bandeira preta de três semanas e o comércio fechado, que deve reabrir nesta segunda, 22. Isso vai provocar demissões, mas os saldos ainda tendem a ser positivos, pela contratação de quatro mil trabalhadores temporários na indústria do tabaco, que está em andamento.

Airton Artus com hospitais

Artus articulando por mais recursos para os hospitais. (Foto: Divulgação)

O ex-prefeito e médico Airton Artus, primeiro suplente do PDT na Assembleia, que é Coordenador da Bancada, segue articulando o projeto do partido para auxiliar os hospitais com recursos do ICMS destinados por empresas.
“Hoje pela manhã (quarta-feira) participei da reunião da Comissão de Saúde da Assembleia, presidida pela deputada Zilá Breitenbach (PSDB). Participaram 120 representantes de hospitais. A falta de recursos foi o principal assunto. O deputado Gérson Burmann apresentou nosso projeto que prevê auxílio aos hospitais filantrópicos e Santas Casas”, escreveu Artus em rede social.

Respiradores

O pedido de mais respiradores tem sido uma constante do Hospital São Sebastião Mártir. Um pedido foi encaminhado ao prefeito Jarbas da Rosa (PDT), que oficiou o Estado, e ao ex-prefeito Giovane Wickert (PSB), que é secretário adjunto da secretaria de Obras do Estado, e trabalha no mesmo prédio da secretária de Saúde, Arita Bergmann. Dois respiradores já tinham chegado. Na noite de quarta Giovane informou que na quinta a secretaria estadual da Saúde ligaria para o hospital anunciando a entrega dos outros três. O prefeito Jarbas já informara que já estava programada esta entrega. Ele está desgostoso com as intromissões de Giovane. “Ele não se deu por conta ainda que não é mais o prefeito”, me disse Jarbas já no final de semana passado. É preciso tato, dos dois lados.
Também na quarta o deputado federal Giovane Cherini (PL-RS) relatou suas ações em favor do estado e de Venâncio. Quem me passa a mensagem é Rudimar Klafke, amigo de Cherini.
“Após diversas tratativas com o Ministério da Saúde e reuniões com o ministro Eduardo Pazuello, com o assessor especial Aírton Cascavel e com a equipe técnica da Pasta, levando notícias sobre o agravamento da situação da pandemia no estado do Rio Grande do Sul e clamando por socorro para a nossa população tive a grata satisfação de receber a confirmação da liberação de cinco respiradores beira leito e dois respiradores transporte para o Hospital São Sebastião Mártir, do município de Venâncio Aires, para o enfrentamento à pandemia do coronavírus. Juntos pela vida. Nossa prioridade é a saúde!”, escreveu Cherini, que é Coordenador da Bancada Gaúcha e Vice-Líder do Governo.

Recursos

No final de semana passado, Ailto Melo, presidente do PP em Venâncio, me passou ações do senador Luiz Carlos Heinze pela saúde.
“Nesta semana, estive em reunião com o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello na busca de novos recursos e habilitações de leitos de UTI em nossos hospitais. Ontem (12/3), foi publicada a Portaria 431/2021 habilitando 592 leitos, destinando o valor de R$ 26.304.000,00 para o Rio Grande do Sul. Para o município de Venâncio Aires foram habilitados 8 leitos totalizando R$ 384.000,00 liberados para custeio destes leitos no Hospital São Sebastião Mártir. Em 2021, já temos 736 habilitações e o valor total de R$ 33.216.000,00 em socorro à população gaúcha. Estamos juntos. Valeu tchê”, escreveu Heinze, que vai concorrer a governador em 2022.
Os deputados Jerônimo Goergen e Pedro Westphalen, ambos do PP, também participaram desse encontro com Pazuello e sua equipe. Mas é preciso citar que estes leitos foram habilitados no ano passado e já tem um novo pedido de liberação de mais cinco leitos UTI Covid. Que o senador e os deputados assumam essa bandeira. Quanto mais forças atuando, melhor para a saúde.

Vargas descrito por Mariante

Moacir trouxe o livro escrito por Mariante e o jornal Corpo e Mente. (Foto: Divulgação)

Nesta semana, o amigo João Moacir Laufer Ferreira, emérito rotariano, advogado e professor, veio me entregar um exemplar do livro “Getúlio Vargas, o lado oculto do Presidente’, escrito por João Gomes Mariante, que foi amigo de Getúlio e fundador do Rotary Clube Venâncio Aires. Mariante, médico psiquiatra e escritor, faleceu em 10 de agosto do ano passado, aos 102 anos de idade, em Porto Alegre.
Ao falar sobre Mariante, João Moacir me revela: “Por surpresa, recebi uma tarefa do Dr. Mariante; uma caixa com vários livros, a serem distribuídos, e o último seria para o Sérgio Klafke, jornalista que ele muito admirava, junto com um Jornal Mente e Corpo que tratava do Município de Venâncio Aires. Hoje cumpri a missão Dr. Mariante”.
A vida tem revelações que nos surpreendem e fazem bem à alma. Toda descrição de João Moacir sobre o Dr. Mariante está em artigo na página 6.

Notas

Aniver – Neste sábado, 20 de março, Mato leitão e Passo do Sobrado completam 29 anos de emancipação político-administrativa, de Venâncio e Rio Pardo, respectivamente. Dois distritos que nestes 30 anos se tornaram cidades de boa qualidade de vida para seus moradores. Em nome dos prefeitos Carlos Bohn (PSDB), no quarto mandato em Mato Leitão, e Edgar Thiesen, o Amarelinho (PP), sem eu primeiro mandato em Passo do Sobrado, um fraternal abraço a todos os munícipes.

Ataques – Vereadores de oposição estão elegendo cobranças e ataques ao governo Jarbas como forma de trabalho. Na segunda-feira todos bateram na fiscalização de trânsito, desqualificando o Chefe do Setor, que faz o mesmo serviço que Dario Martins fazia no cargo no governo Giovane. Faço o alerta de sempre; o eleitor sabe discernir entre oposição construtiva e demagogia política. E dá o recado nas urnas.

UPA – Renan Konrad, assessor do vereador Renato Gollmann (PTB), passa a informação de que são muitas as reclamações de pessoas atendidas na UPA com sintomas de Covid e que não recebem medicação para tratamento precoce, apenas analgésicos. O tema é controverso. As pessoas não entendem porque médicos não prescrevem tratamento precoce para quem chega com todos os sintomas de Covid. Medicam com analgésicos e manda para casa. Uma das causas apontadas é que muitos médicos plantonistas da UPA vem de outras cidades, atendem aqui seu horário, e se vão, sem compromisso. Assunto para o prefeito Jarbas, que é médico, tratar com a UPA.

Ministro – E Bolsonaro trocou de Ministro da Saúde de novo. Sai o general Pazuello e entra o médico cardiologista Marcelo Queiroga, que já assume debaixo de ‘laço’ do ‘establishment’ porque em princípio é contra lockdown. Ter um médico na saúde é sempre a melhor escolha. Que o governo consiga se entender e avançar no plano de vacinação para nos imunizar da Covid. Pazuello deixa o Ministério com 562 milhões de doses de vacinas contratadas. Dá para todos brasileiros. Mas elas precisam chegar com mais rapidez, pelo bem de todos.

Cilada – Antes de Queiroga, Bolsonaro convidou, na segunda-feira, a médica cardiologista Luhdmila Hajjar, que teria sido ‘sugerida’ por Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados. Ela foi falar com o presidente, recusou o convite e saiu falando mal dele. E ganhou generosos espaços na grande mídia. Uma cilada? E Bolsonaro ‘caiu’ feito pato. Na terça surgiu um vídeo com Luhdmila, tocando violão e cantando ‘Presidenta, I Love you’, para Dilma Roussef, num café da manhã quando ela esteve internada no hospital Albert Einstein, onde a médica trabalha.
Política não é para amadores.

Auxílio – Bolsonaro assinou MP para pagar mais quatro parcelas de auxílio emergencial de R$ 150 por pessoa, até o limite de R$ 375 por família, a partir de abril, para 45,6 milhões de pessoas sem carteira assinada. Custo de R$ 43 bilhões.

Notinhas

* PIB do RS caiu 7% em 2020. A estiagem que provocou queda de quase 30% na agropecuária puxou esse número, em ano de pandemia. O pais teve queda de 4,1%. Mas a supersafra que se anuncia para este ano deve recuperar o PIB gaúcho em 2021. A produção de soja deve ser recorde, de 20 milhões de toneladas.
* Saiu a primeira pesquisa depois da anulação das condenações de Lula na Lava Jato, onde responde por sete processos por corrupção e desvio de dinheiro púbico nos governos do PT. Só em dois processo Lula tinha condenação de 25 anos de cadeia para cumprir.
A DataPoder/Band mostra Lula (PT) liderando as intenções de voto para presidente em 2022, com 34% contra 30% do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Bem distantes vem Sergio Moro (sem partido) com 6%, Ciro Gomes (PDT) 5%, Luciano Huck (sem partido) 4%, João Doria (PSDB) 3%, João Amoedo (Novo) 3% e Luís Henrique Mandetta (DEM) 2%. Em simulação de segundo turno, Lula venceria todos os adversários. Contra Bolsonaro tem 41% contra 36%. Resta saber se Lula seguirá impune e elegível?
* Jairo Bencke, primeiro suplente de vereador do PSB, esteve nesta semana no gabinete do deputado estadual do partido, Dalciso Oliveira, natural de São Francisco de Paula, empresário do setor calçadista. Jairo foi convidado para assumir um escritório que Dalciso vai abrir em Venâncio entre agosto e setembro deste ano. “Gosto da atuação e do trabalho do Deputado, ele é empresario também, tem experiencia no privado e consegue conduzir na vida pública”, descreve Jairo ao me revelar a informação.

Esportivas

* O Grêmio venceu o Ayacucho no Andes do Peru por 2×1 – fora 6×1 na Arena – e passou fácil para a segunda fase da pré-Libertadores. Agora vai enfrentar o Independiente Del Vale, do Equador, time onde o atual técnico do Inter, Miguel Ramírez, trabalhou o foi campeão da Sul-americana em 2019.
* No Gauchão a dupla testa jogadores. Ontem a noite teve Grêmio x Aimoré. Domingo tem Novo Hamburgo x Inter às 20h.
* O português da Ilha da Madeira, Cristiano Ronaldo, marcou três gols pela Juventus de Turim no italiano domingo e superou Pelé em gols oficiais. CR7 chegou aos 770 gols e Pelé tem registrados 767. Na carreira, incluindo os jogos do Santos campeão mundial em excursões pelo planeta para torneios e amistosos, Pelé tem o total 1.281 gols marcados. Um marco imbatível. Sou fã dos dois.

Do Twitter

* GZH: Planalto divulga carta de Biden a Bolsonaro defendendo “estreita colaboração”
* Estadão: Manifestantes são detidos após abrirem faixa ‘Bolsonaro genocida’ em frente ao Planalto
* UOL: Entre Bolsonaro e Lula, eu levo o tiro, diz presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo
* O Globo: Novo ministro da Saúde conclama por ‘união da nação’ e diz que sozinho não fará mágica
* Bolsonaro: O Brasil é o 6° país que mais vacina em valores absolutos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques