Menos vereadores e assessores

O vereador governista Eduardo Kappel (PL) anunciou na Tribuna da Câmara, na segunda-feira, que tem pronta a proposta para redução de 15 para 10 vereadores em Venâncio na próxima legislatura. Mas para apresentar a proposta ele precisa de assinaturas de 1/3 dos vereadores, 5 dos 15.

Pela reação de vereadores, pedindo inclusive para a Folha não divulgar a proposta, será difícil ter as cinco assinaturas. Eduardo também sugeriu à Mesa Diretora que reduza de dois para um assessor de cada vereador.

Como disse um vereador na segunda, o próprio Duda é contra suas propostas, mas quer agradar o eleitor, afinal vem eleição por ai.

No ano passado Kappel foi presidente do Legislativo e poderia ter tomado a iniciativa de reduzir assessores e propor a redução de vereadores, mas não o fez. Por isso as propostas apresentadas agora são consideradas demagógicas pelos demais vereadores.

Concordo com a redução de vereadores e deputados, mas num movimento nacional e não em ação isolada para agradar eleitor. Só nos municípios pequenos, que o governo quer extinguir, se tivessem dois vereadores a menos, reduzindo de 9 para 7, já seriam seis mil vereadores a menos no país, e tudo funcionaria igual.

 

Notinhas

* O presidente do STF, Dias Toffolli, ex-advogado de Lula, e os presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcollumbre (DEM-AP), convocaram o Ministro da Saúde, o médico Luiz Henrique Mandetta, para uma reunião para traçar estratégias contra o coronavírus. Quando bolsonaristas falam de ‘parlamentarismo branco’ , é disso que falam. E Bolsonaro contribui decisivamente para isso, com o seu comportamento. Ruim para o Brasil.

* O Brasil está parando na guerra contra o coronavírus. Essa paralisação vai ter uma conta gigantesca e salgada. Que ela não seja usada politicamente depois.

* Governo injeta R$ 147 bilhões na economia, para socorrer empresas e facilitar a vida das pessoas. Mas é dinheiro que vai ter custo.

* E o dólar bateu na casa dos R$ 5, pela primeira vez na história da cotação.

* Grande imprensa – sem os bilhões que tinha com Lula e Dilma – concentra toda sua força (jornalismo de interesse) para isolar Bolsonaro no Planalto e atacar duramente o Presidente. E se puder, derrubar o governo.

 

Do Twitter

* O Globo: Advogados pedem ao STF libertação de presos para conter coronavírus nas cadeias.

* Folha S. Paulo: Supremo se une ao Congresso contra Bolsonaro; crise do coronavírus vira palco de reação coordenada após presidente ir a ato contra os Poderes.

* Estadão: Protagonismo de Mandetta na crise do coronavírus incomoda Bolsonaro.

* Folha S. Paulo: Janaina Paschoal defende afastamento de Bolsonaro e que Mourão assuma Presidência.

* Estadão: Doria diz que se ‘arrepende’ de ter votado no Bolsonaro.

* Veja: Frota vai protocolar impeachment de Bolsonaro: ‘Alguém precisa gritar’.

* Rodrigo Constantino: Todos vcs que estão repetindo que se arrependem do voto em Bolsonaro para pegar casquinha na turma “moderada” e de “centro”, estão prontos para afirmar que preferiam o PT, ou mesmo que seriam indiferentes? Sério?

* Bolsonaro: Visando combater os impactos causados pelo novo coronavírus, anunciamos a liberação de até R$ 147,3 bilhões, que serão destinados ao atendimento aos mais vulneráveis, à manutenção de empregos, reforços na saúde, entre outras ações.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome