Moradores de Estância pedem socorro

No final de janeiro a Folha fez reportagem sobre o verdadeiro terror que vivem moradores de Estância Mariante, vizinhos do Instituto Penal Mariante, que agora se chama Colônia Penal Agrícola de Venâncio Aires. Um morador chegou a dizer na reportagem que durante a noite tem mais presos fora do que dentro do presídio aterrorizando a vida dos moradores.

Ontem o advogado José Aloísio Weschenfelder enviou uma nota que pode se dizer é um pedido de socorro.

“Uma coisa intrigante está acontecendo por aqui, nos arredores do Instituto Penal de Mariante. As pessoas estão apavoradas e sem qualquer atenção das autoridades que se dizem responsáveis.

A população da Estancia Nova está sendo assaltada, achacada, ameaçada, e ninguém

está tomando conhecimento deste velho e, talvez se possa dizer, eterno problema de

segurança dos moradores.

Cadê as providência que seriam tomadas pelo poder público para resolver o problema, ou, é mais cômodo ficar calado e assistir o pavor de uma população que se encontra abandonada pelos se dizentes preocupados com a situação”.

Poder Público e Direção do Presídio devem respostas e ações em proteção a estas pessoas de bem que vivem uma constante angústia em Estância Mariante.

Destaques