O feliz Pedro Schwengber

Neste feriado de 11 de maio, aniversário de 121 anos de Venâncio Aires, com Fenachim a pleno vapor, faço uma referência especial. Pedro Schwengber, que conheço de longa data. Sei das suas tristezas em Fenachins passadas e vejo agora a sua alegria. Durante muitas edições da Fenachim, por diferenças, principalmente com prefeitos, Pedro e a Escola do Chimarrão foram postos à margem da festa ou não devidamente valorizados, o que sempre foi um grande erro.Na 11ª edição, em 2010, Pedro e a Escola receberam do prefeito Airton Artus e do presidente Adalberto Hamester um espaço nobre com a construção do Chimarródromo e o Pedrão se sentiu um menino de tão faceiro por poder divulgar Venâncio Aires e o chimarrão.Pois nesta 12ª Fenachim, Pedro não cabe em si de felicidade. Recebe todo apoio do prefeito Airton e do presidente da festa e vice-prefeito Giovane Wickert. Pedro Schwengber foi convidado para acompanhar a comitiva da Fenachim em Brasília, onde circulou sempre pilchado, com um chimarrão na mão e aquele sorrisão no rosto. Não tem como não notar a simpática figura. Ao chegarem próximo do presidente da Câmara dos Deputados, o petista gaúcho Marco Maia, aquele nascido ali na Capela dos Cunha, hoje Passo do Sobrado, que concedia uma entrevista para um batalhão de repórteres, Pedro acenou de longe com um chimarrão. Na segunda vez que acenou Maia aceitou o chimarrão no meio da entrevista. Depois prometeu a Pedro e a comitiva que viria à Fenachim. Pedro lhe disse que duvidava, como forma de desafiar. Pois Marco Maia foi o primeiro presidente da Câmara dos Deputados que veio a Venâncio para a abertura de uma Fenachim. E ao chegar ao pórtico de entrada do Parque, a primeira pergunta que fez foi: onde está aquele gaúcho do chimarrão.Pedro Schwengber e a equipe do Instituto Escola do Chimarrão dão um show a parte no Chimarródromo da Fenachim. E a felicidade completa de Pedro é pelo fato de Giovane e Airton terem permitido ele estacionar lá também o ônibus da Escola, que roda por todo o Brasil divulgando a Capital Nacional do Chimarrão, fazendo um marketing impagável para a cidade.Nos tempos de lamentações sempre dizia ao Pedro que a importância do seu trabalho ainda seria merecidamente reconhecida.Chegaram estes dias Pedrão.

Destaques