O veneno nas lavouras

Uma das preocupações com a saúde é a aplicação de defensivos agrícolas nas lavouras. E não raro, o tabaco é apontando como o grande vilão. Estudo recente dos professores José Otávio Machado Menten e Lourival Carmo Monaco Neto, ambos docentes da ESALQ-USP, investigou a utilização de defensivos agrícolas em diferentes culturas do agronegócio brasileiro.

O estudo mostra que a cultura do tomate apresentou a maior demanda por defensivos agrícolas, com 46,87 quilos de ingrediente ativo por hectare, seguida pelas culturas da maçã e batata inglesa, com respectivamente 39,18 e 31,60 kg IA/ha. As culturas com menor demanda são banana, tabaco e feijão, com respectivamente 0,48, 1,01 e 1,22 kg IA/ha, bem abaixo da média dos 19 produtos analisados (4,90 kg IA/ha), que serão detalhados em reportagem na Folha.

 

Notinhas

* Na coluna de ontem citei os Loteamentos Tabalar e Primavera ao destacar o grande projeto de pavimentação de ruas que o prefeito Giovane Wickert (PSB) está iniciando. Na verdade é um Loteamento só, ao lado da Unisc, que tem dois nomes; Tabalar e Primavera.

* Presidente da Sociedade de Leituras, Telmo Kist, convida para a reabertura do Bar do Leituras, nesta sexta, 6, com show Mesa de Bar, às 19h30min. Uma ótima pedida de ‘happy hour’.

* Safra de grãos no RS estava estimada em 33,3 milhões toneladas. A seca reduz a previsão para 28,7 milhões de toneladas. Só a quebra na safra de soja e milho vai ser de R$ 4,8 bilhões, mas ainda assim a safra de grãos vai injetar R$ 32,7 bilhões na economia do estado.

* Ontem foi anunciado o PIB de 2019, primeiro ano do governo Bolsonaro. Dos 2% de crescimento de economia projetados, o resultado final foi um tímido PIB de 1,1%, abaixo dos 1,3% alcançados nos dois anos do governo Temer, em 2017 e 2018, mas acima do PIB negativo de -3,3% de Dilma em 2016 e -3,5% em 2015.

* Prefeito de Santa Cruz, Telmo Kirst, assinou contrato de revitalização do Calçadão da rua Marechal Floriano, no valor de R$ 4,1 milhões.

* Em Venâncio foram derrubadas as tipuanas de um lado do Calçadão, mas as obras de revitalização, numa parceria da Prefeitura e empresas do Calçadão, ainda não começaram. Quando prontas vão dar vida nova ao centro. Espero que já para o próximo verão.

* Estreia de luxo da dupla Gre-Nal na Libertadores. O Inter fez 3×0 no Universidade Católica do Chile, no Beira Rio, na sua melhor atuação dos últimos anos. O Grêmio venceu ao natural o América de Cali, na Colômbia, por 2×0. Na quinta, 12, teremos o Gre-Nal histórico pela Libertadores na Arena. E só passa pelo Facebook.

 

Do Twitter

* O Globo: Em recuperação lenta, PIB sobe 1,1% em 2019. Taxa é a menor desde o fim da recessão. Crescimento veio dentro das expectativas e foi menor do que o registrado em 2018 e 2017, diz IBGE.

* O Globo: Rodrigo Maia sobre PIB: ‘Setor privado sozinho não vai resolver todos os problemas’. Presidente da Câmara fala que investimentos públicos também são importantes para o crescimento econômico.

* Gleisi Hoffmann: Economia de 2019 tem resultado medíocre. PIB foi de 1,1%. Será que esses liberais do governo e do Congresso não enxergam que estão destruindo o Brasil?! Para este ano o rumo vai ser o mesmo. Sem investimentos, cortes em programas sociais e precarização do emprego só leva a isso.

* João Amoêdo: O crescimento de 1,1% coloca o PIB no nível de 2013. A crise, consequência da gestão intervencionista e corrupta do PT, custou a década. Porém, enquanto formos um dos países mais difíceis de se pagar impostos, contratar, investir, fazer negócios etc, não avançaremos como podemos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques