País gera 1,5 milhão de empregos no 1º semestre

O Caged divulgou, na quinta-feira, 29, relatório de geração de empregos em junho, mostrando que continua a geração de empregos em plena pandemia, coisa que é subvalorizada pela grande mídia, que está em guerra declarada contra o governo do presidente Jair Bolsonaro.
Em Venâncio Aires, junho teve saldo negativo de 223 empregos, mas no ano o saldo é de 4.548 empregos e, em 12 meses, que é mais real, são 1.324 empregos gerados.
No RS, junho teve saldo de 11,4 mil empregos gerados. No ano, o saldo é de 93,9 mil e, em 12 meses, de 174,9 mil.
No Brasil, junho teve saldo de 309 mil empregos gerados. No primeiro semestre, são 1,5 milhão e, nos últimos 12 meses, o saldo é de 2,9 milhões de empregos.
Mesmo na pandemia, o país gera empregos e renda. O PIB deve crescer 5,3%, estima o mercado e confirma o FMI. O ‘establishment’ tenta desvalorizar e esconder isso, mas está acontecendo, silenciosamente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques