Paulo Ferreira candidato a prefeito

A notícia nova da política em Venâncio ontem foi Paulo Mathias Ferreira, presidente do MDB, anunciar que coloca seu nome à disposição para concorrer a prefeito na eleição de outubro. Advogado, deficiente físico, Paulo se elegeu vereador por sete mandatos consecutivos em 1982, 1988, 1992, 1996, 2000, 2004 e 2008, foi presidente da Câmara de Vereadores várias vezes, secretário municipal, presidente do partido e tinha abandonado a política em 2012. Voltou agora, quando o MDB estava sem rumos, e reassumiu a sigla que tem o maior número de filiados entre os partidos constituídos em Venâncio.

Paulo, desde que reassumiu o MDB, disse que o objetivo era tornar o partido protagonista novamente. O MDB chegou a ter cinco governos seguidos em Venâncio na sdécadas 70/80/90. Alfredo Scherer (1976/1982), Almedo Dettenborn (1983/1988), Glauco Scherer (1989/1992), Almedo Dettenborn (1993/1996) e Celso Artus (1997/2000). Em 2.000 Celso tentava a reeleição, foi substituído na reta final da eleição por Almedo Dettenborn e perderam para Glauco Scherer, já no PTB. Em 2004 Glauco perdeu a reeleição para Almedo. Em 2008 Almedo, no terceiro mandato, perdeu a reeleição para o seu vice Airton Artus e em 2012 Nilson Lehmen concorreu e levou uma ‘surra’ nas urnas de Airton Artus, que foi o primeiro prefeito e se reeleger em Venâncio. Em 2012 o MDB chegou ao fundo do poço. Não teve candidato em majoritária. Apoiou oficialmente Vinícius Medeiros (PSDB) e uma ala apoiou informalmente Giovane Wickert (PSB).

Paulo tenta reconstruir o partido. Deu sua primeira demonstração de força na eleição da Mesa Diretora da Câmara, onde exigiu a presidência para Helena da Rosa. O governo tentou manter o MDB ao seu lado, mas a bancada acabou se entendendo com a oposição e elegeu Helena da Rosa presidente.

Numa eleição onde a ‘revanche’ de Giovane Wickert (PSB), buscando agora a reeleição, e Jarbas da Rosa (PDT), é desenhada, já surgiu o ex-deputado estadual Luiz Fernando Staub (PP) lançando seu nome como terceira via e agora surge Paulo Mathias Ferreira também lançando seu nome para a Prefeitura. Dois nomes que já estavam fora da política. No cenário falta ainda Vinícius Medeiros (PSDB) definir se concorre novamente, assim como Cesar Schumacher (PT).

Mas, não creio que teremos seis candidatos a prefeito.

 

Notinhas

* Médico Jorge Nazário me envia nota a respeito do que escrevi ontem sobre a construção de UTI do Hospital, no início dos anos 2000, ter tido médicos contrários.

Em relação na sua coluna de hoje [ontem] que os médicos teriam sido contra a construção da UTI adulta, acho estás MUITO enganado. Em 1990 o Corpo Clínico do HSSM formou uma comissão para estruturarmos um Centro de Tratamento Especial (CTE), o que foi feito com recursos do próprio hospital e corpo clínico. Alguns anos depois foi realizado melhorias nesta unidade, enquanto um grupo de abnegados tentava a construção da UTI que temos hoje. Nem na construção e/ou reforma da CTE houve participação de dinheiro do Município, que inclusive PROMETEU através dos seus gestores.”

Respondi que não me referi à classe médica como um todo, mas médicos, alguns, que eram contra sim, pois vivi esse tempo. Mas, as informações complementares de Nazário sobre a UTI são importantes.

* ‘Democracia em Vertigem’, documentário dirigido por Petra Costa, da família Andrade & Gutierrez, que mostra, na visão dela (de esquerda), o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Roussef (PT), foi indicado para concorrer ao Oscar em Holywood como melhor documentário. Virou polêmica política. Como o mundo das artes é ‘dominado’ pelo pensamento marxista, inclusive nos Estados Unidos, ícone do capitalismo, não duvido de estatueta.

* Flávio Dino, governador do Maranhão, pelo PC do B, que faz um bom governo pelo que se sabe, esteve reunido com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). O assunto foi Luciano Huck, nome que FHC cogita para concorrer a Presidente. FHC com o PC do B? Perde oportunidades de zelar pelo nome que fez como presidente.

* Por falar em PSDB, os governadores João Dória, de São Paulo, e Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul, crescem como nomes tucanos para disputar a Presidência da República em 2022. Leite, como alternativa entre o maluco Bolsonaro e o representante da quadrilha anterior, Haddad (o chefe condenado perdeu direitos políticos), teria meu voto.

 

Do Twitter

* UOL: “Tirar Moro da Lava Jato foi positivo para o Brasil”, diz Gilmar Mendes.

* O Globo: Datafolha: 50% dos brasileiros são católicos, 31%, evangélicos e 10% não têm religião.

* Folha S. Paulo: Brasileiro ‘Democracia em Vertigem’, de Petra Costa, é indicado ao Oscar de melhor documentário.

* GauchaZH: “A verdade vencerá”, diz Lula após “Democracia em Vertigem” ser indicado ao Oscar.

* O Globo: Indicação de ‘Democracia em vertigem’ ao Oscar polariza redes sociais: ‘ficção e fantasia’, publicou PSDB.

* Petra Costa: Estamos extasiados pela The Academy ter reconhecido a urgência de #DemocraciaEmVertigem. Numa época em que a extrema direita está se espalhando como uma epidemia esperamos que esse filme possa ajudar a entender como é crucial proteger nossas democracias. Viva o cinema Brasileiro!

* Leandro Ruschel: O “documentário” petista chegou ao ponto de modificar foto onde aparecem terroristas de esquerda mortos, para retirar as armas apreendidas com eles, sem contar o resto das manipulações e mentiras. Um lixo desses ser indicado ao Oscar demonstra o nível alcançado pela premiação.

* Paulo Eduardo Martins: Petistas já mereceram o Oscar em outras duas ocasiões: Lula chorando no velório de Celso Daniel. Haddad e Manu na missa.

* Marcel van Hettem: O excesso de burocracia, a complexidade tributária, o inchaço da máquina pública, a insegurança jurídica, entre outros problemas estão entre os obstáculos para quem quer trabalhar e empreender.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome