R$ 29 bilhões em tarifas nos bancos

O advogado Fábio Hastenteufel, leitor da coluna, me envia contribuição que compartilho com os leitores pois é pertinente.

Ele cita publicação do Valor Econômico apontando o quanto os brasileiros pagam em tarifas de conta corrente nos bancos. Mesmo após regulação garantir contas gratuitas e depois da chegada de alternativas digitais, maiores bancos continuam faturando alto com esses serviços, cita o Valor.

Só em 2019 os brasileiros deixaram mais de R$ 29 bilhões nas mãos dos cinco maiores bancos, só com pagamentos de pacotes e serviços de conta corrente. Essa cifra é cerca de 10% das receitas totais dos bancos. É o que mostram os balanços dessas instituições.

Essa indústria ainda cresce ano a ano. Em 2019, no entanto, o volume cobrado por Banco do Brasil, Itaú, Bradesco, Caixa e Santander por esse tipo de serviço aumentou em ritmo menor, ficando por volta de 5%, próximo ao índice de inflação IPCA. Antes disso, as altas anuais do faturamento com tarifas passavam de 10%, diz a publicação.

O mais curioso é que já vai fazer uma década que o brasileiro não é mais condicionado a pagar tarifa para manter conta aberta em nenhum banco, grande ou pequeno. Desde 2010, vigora a resolução nº 3.919/2010 do Banco Central que obriga os bancos a oferecerem os serviços essenciais gratuitamente a todos os clientes, de qualquer faixa de renda, destaca o texto do Valor Econômico.

Fábio cita que a matéria é relevante, para fins de esclarecimento da população, sobre o chamado pacote de serviços essenciais, para quem possui conta corrente nos bancos físicos. Destaca que segundo a matéria, o motivo da relevância é muitas pessoas que se enquadram dentro dos requisitos da Resolução do Banco Central, não sabem que possuem direito a este pacote de serviços, que é gratuito.

Você já conferiu no seu banco?

 

Emenda de Boh Gass para o Hospital

Mais uma emenda parlamentar será destinada para o Hospital São Sebastião Mártir. A indicação é do deputado federal Elvino Bohn Gass (PT). O valor é de R$ 200mil. A notícia foi trazida pelo assessor do deputado, Rudimar Müller, ex-prefeito de Cruzeiro do Sul e por Celson Ferreira, do PT de Venâncio, na tarde de ontem, 28, ao prefeito Giovane Wickert (PSB). Na próxima semana o deputado vira pessoalmente ao município.

Giovane recebeu petistas no gabinete ontem . (Foto: Divulgação/AI/PM)

PSDB com o PSL

Vinícius Medeiros, presidente municipal do PSDB, divulgou ontem encontro que teve com a presidente do PSL, Claidir Kerkhoff.

Tive o prazer de receber a visita dos dirigentes do Partido Social Liberal (PSL), Valdir Pereira, Chefe de Gabinete do deputado federal Nereu Crispim e Claidir Kerkhoff, presidente do partido em Venâncio Aires, para alinharmos ações visando as eleições de 2020. Este ano é decisivo para todos que estão preocupados com futuro da política e dos municípios. Nossos partidos compartilham ideias e valores para transformar a política em um ambiente mais agregador e propositivo”, escreveu Vinícius.

Ele concorreu a prefeito em 2016 e já revelou que a executiva estadual tucana quer que Venâncio tenha candidato novamente em 2020.

Vinícius entre Valdir e Claidir. (Foto: Divulgação)

A verdade sobre os Elígio’s

Elígio Weschenfelder, que citei na coluna no sábado passado, envia texto – direito de resposta – democrático – que publico abaixo, coloca a sua ‘verdade’ dos fatos que contestei.

Sou concursado há dez anos, sem jamais faltar um único dia de trabalho seja por incúria ou atestado médico, tão pouco ao longo da minha vida funcional sofri qualquer acidente no uso de veículos oficiais, se quer respondi uma única sindicância. Segundo a comunidade prestei um relevante trabalho junto ao Parque Municipal do Chimarrão enquanto coordenador, resolvendo problemas de décadas, corrigindo uma série de irregularidades, tratando a todos com respeito e urbanidade, para ter minha imagem manchada por este colunista.

Pois bem, o jornalista em questão publicou em sua coluna que os concurseiros queriam viver de dinheiro público, o rebati nas redes sociais afirmando que tanto eles como os já concursados querem viver de seu trabalho e suor. Para minha surpresa o mesmo não soube travar uma discussão no campo das ideias e publicou nota em sua coluna, onde procura a todo tempo denegrir minha imagem enquanto servidor público, fazendo insinuações perigosas e sem fundamento legal.

A coluna no afã de me prejudicar, traz informações inverídicas, me colocando como vice presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de V. Aires, quando na verdade fui eleito como “1º SECRETARIO”, no entanto falta com a verdade.

Licenciado sim, por força de lei, sem prejuízo nos meus vencimentos para que se possa fazer a defesa da categoria sem pressão ou qualquer tipo de receio, assim é a lei.

Sugiro que o nobre jornalista, peça desculpas ao grande número de servidores públicos ofendidos pelas suas afirmações, peça desculpas à comunidade, comunidade essa que ele tenta ludibriar com insinuações e inverdades, que se policie em sua coluna, pois somos servidores na essência da palavra, estamos servindo nossa comunidade e não se servindo dela como está a insinuar o jornalista.

Agradeço à comunidade pela confiança e apoio em mim depositada e seguirei honrando este apoio.”

Eligio Weschenfelder

OAB/RS110839

Verdades

Errei o cargo e já tinha reparado o lapso ontem, com pedido de desculpas ao vice-presidente do Sindicato dos Servidores Públicos, Junior Hendges. Não tenho nada contra o trabalho de Elígio como servidor (destacado muitas vezes aqui na Folha pelas sua ações no Parque), nem contra qualquer servidor público como ele tenta ‘induzir’ nas palavras.

Quando citei a categoria, disse que servidor público vive de dinheiro público, assim como quem trabalha nas empresas vive de dinheiro da iniciativa privada, e não se ofende por isso. Óbvio, que cada um vive com dinheiro que ganha do seu trabalho. Elígio, que se diz pré-candidato a vereador, foi maldoso em manipular o sentido da situação, na esperteza de ‘faturar’ politicamente em cima do fato, o que é da sua formação ideológica da vitimização.

Respeito opiniões alheias, mas tenho minhas convicções. Se Elígio diz que é legal levar junto para o o cargo no Sindicato a FG de 50% a mais no salário de motorista, que recebeu para trabalhar no Parque, é um sinal de como as coisas funcionam no setor público.

O RS já precisa de 82% de toda sua receita para pagar servidores. Venâncio esteve na privilegiada casa dos 35% durante as décadas 80 e 90. Hoje já beira os 50% de toda sua receita comprometida para pagar salários. Sei que os serviços que foram sendo repassados pela União e Estado forçaram isso. Mas me preocupa o futuro das cidades, sim. Não adianta ter servidores bem pagos e não ter dinheiro para executar os serviços e fazer obras, que já são feitas com financiamentos nos últimos governos em Venâncio.

Cada um com suas ‘verdades’.

 

Notinhas

* Servidores Públicos Municipais pedem 10% de reajuste nos salários. A inflação oficial de 2019, pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), foi de 4,31%.

O prefeito Giovane Wickert (PSB) diz que o reajuste vai ser negociado. Essa negociação acontece todos os anos. Já foi tensa em algumas oportunidades. Mas sempre aconteceu e teve desfechos conciliatórios.

* A Câmara de Comércio, Indústria e Serviços (Caciva) receberá homenagem na Câmara de Vereadores, na seção do dia 9 de março, pela passagem dos 20 anos da entidade, que resultou da fusão da Associação Comercial e Industrial de Venâncio Aires e Clube de Diretores Lojistas.

A merecida homenagem foi proposta pelo vereador Tiago Quintana (PDT).

* Reportagem de ZH de ontem mostrou que o Tribunal de Contas do Estado gastou R$ 2 milhões em diárias em 2019. O Tribunal que existe para fiscalizar a aplicação correta do dinheiro público, dá mau exemplo.

* Do leitor Adriano Fagundes, sobre nota de ontem citando a visita do Senador Heinze: “Votei nele para senador, e recebo semanalmente boletim com o resumo do seu trabalho. Faço perguntas e questionamentos e até alguma crítica, e sempre recebo retorno. Até o momento aprovo o trabalho dele.”

* O Coronavírus, surgido na China, se espalha pelo mundo rapidamente e já atinge todos os continentes. Vi um vídeo, quando a China decretou emergência, fechando a província de Hubei onde o vírus foi detectado, que àquele altura 300 milhões de chineses já tinham saído para viajar pelo mundo no período do ano novo deles. No Brasil existe um caso confirmado, mas contraído na Itália. No Estado são 21 casos suspeitos, um deles em Santa Cruz. O Coronavírus tem levado a morte 2% dos infectados e quase todos idosos com histórico de doenças e problemas de saúde. Mas é preciso se precaver.

* O extremismo brasileiro com a esquerda e a grande imprensa tentando destruir o governo Bolsonaro, traz enormes prejuízos ao país. Está provocando a disparada do dólar, que já bate em históricos R$ 4,50, também inflado pelo efeito do Coronavírus, que vai balançar a economia mundial, na medida em que atinge a maior indústria do planeta, o turismo.

 

Esportivas

* Final de semana de início da Segundona do futebol gaúcho, a Divisão de Acesso, que classifica os dois primeiros para o Gauchão de 2021. O Guarani estreia no domingo, em Bagé, contra o Guarany. Começa mais uma caminhada do Rubro-negro para tentar voltar ao Gauchão. A estrada é longa, o caminho é difícil, mas o objetivo não é impossível.

* O Inter venceu o Tolima e se classificou para a fase de Grupos da Libertadores. Cai no Grupo de Grêmio, América de Cali e Universidade Católica do Chile. Pedreira.

* E já começa na próxima terça, 3 de março. O Inter às 19h15 min contra o Universidade Católica, do Chile, no Beira Rio. O Grêmio às 21h30min contra o América, em Cali, na Colômbia. Na rodada seguinte, dia 12 de março, uma quinta-feira, tem Gre-Nal na Arena pela Libertadores. Dia 8 de abril será no Beira Rio.

* Morreu nesta semana um nome histórico do Grêmio; Valdir Espinosa, que foi lateral tricolor nos anos 70 e depois técnico do clube, que conquistou o Mundial de Clubes em 1983, contra o Hamburgo da Alemanha.

 

Do Twitter

* UOL: Desemprego é de 11,2% e atinge 11,9 milhões de pessoas, aponta IBGE.

* Exame: Petrobras reduz preço de gasolina e diesel nas refinarias.

* Veja: Depois do petrolão, Graça Foster e Sergio Gabrielli deram tombo milionário à Petrobras.

* Crusoé: Enquanto Lula vai com oito, Dilma viajará com dois assessores à Europa.

* Estadão: Coronavírus já é detectado em 51 países do mundo, em todos os continentes. * Folha S. Paulo: Letalidade do novo coronavírus é maior que a do sarampo e bem menor que a do ebola.

* O Antagonista: O PT continua fazendo festa pelo derretimento da Bolsa após a chegada do novo coronavírus.

* Carta Capital: Ao bancar o antiestablishment, papel abandonado pela esquerda, Jair Bolsonaro tira proveito da má imagem das instituições.

* João Amoêdo: Em 2019, o prejuízo dos Correios foi próximo de R$150 milhões, mesmo sendo um monopólio. O que o brasileiro ganha com o Estado administrando a entrega de cartas e encomendas? Uma estatal que dá prejuízos, presta um serviço caro e ruim. Já passou da hora de privatizar.

* Jair Bolsonaro: Liberdade de expressão só vale para a “grande” imprensa e a esquerda. Quando não gostam de você, até seu silêncio é criminalizado.

* Cristian Deves: Caráter não se compra e nem se vende. Ou você tem ou não tem. Com ele você mantem sua Integridade.

* Papa Francisco: A Quaresma é o tempo propício para abrir espaço à Palavra de Deus. É o tempo para desligar a televisão e abrir a Bíblia. É a hora de se desconectar do telefone celular e se conectar ao Evangelho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques