RSC-287 duplicada, só concedida

O Conselho Superior da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul (AGERGS) homologou na quinta, 17, edital de Concorrência Internacional de Concessões dos serviços próprios de infraestrutura de transportes dos trechos da Rodovia RSC-287, com início no trecho entre Tabaí, no entroncamento com a BRS-386, no km 28,03, e Santa Maria, no entroncamento com a ERS-509, no km 232,54, totalizando 204,51 km de extensão. O valor do contrato é de R$ 2,7 bilhões e o prazo da concessão é por 30 anos.
O leilão da concessão será na Bolsa de Valores de São Paulo, no dia 18 de dezembro. A empresa vencedora ficará responsável por fazer a recuperação, manutenção e duplicação da rodovia e será remunerada com a arrecadação que virá das cinco praças de pedágio, três delas que serão construídas, em Taquari, Paraíso do Sul e Silveira Martins, além das duas já existentes, em Venâncio e Candelária. Um pedágio a cada 40 km, em média. Um exagero.
As condições para a empresa vencedora são de restaurar toda a rodovia nos 12 primeiros meses do contrato e duplicar os trechos urbanos no terceiro e quarto ano. O trecho entre Tabaí e Santa Cruz, com uma nova ponte sobre o rio Taquari, em Vila Mariante, terá que ser duplicado até o sexto ano do contrato. De Santa Cruz até Novos Cabrais no nono ano. E o trecho final, até Santa Maria, até o 20º ano de contrato.
A concessão da rodovia é controversa. Tem gente a favor da concessão e outros contra. Entendo que a concessão é a única maneira de vermos a RSC-287 duplicada como corredor entre a capital e o centro do estado. Hoje pagamos pedágio igual e não temos expectativa de duplicação. Se o edital for cumprido, o trecho Tabaí – Santa Cruz estará duplicado até 2026.
Agora é ficar atento e exigir o cumprimento do edital e o contrato.

Os 30 anos do SUS

A Constituição de 1988 criou o atendimento universal de saúde pública. Nascia o Sistema Único de Saúde (SUS). E Venâncio está nesta história como um dos primeiros municípios brasileiros que municipalizou a saúde, no governo Glauco Scherer (MDB-1989-1992), quando o sanitarista José Eri Osório de Medeiros era secretário municipal de Saúde e foi um dos criadores do Conselho Nacional de Secretarias Municipais da Saúde (Conasems), entidade que presidiu e pela qual participou de todo debate pela implantação do SUS.
Medeiros, hoje presidente do Instituto Brasileiro de Saúde, Ensino, Pesquisa e Extensão para o Desenvolvimento Humano (IBSAÚDE), promoveu ontem a tardinha uma live com a participação de agentes políticos importantes da implantação do SUS, para marcar os 30 anos da Lei 8080, a Lei Orgânica da Saúde, criada em 19 de setembro de 1990, que deu origem ao Sistema Único de Saúde (SUS). O ex-presidente Fernando Collor, hoje senador, e o ex-ministro da Saúde da época, Alceni Guerra; além deles, Ricardo Barros, líder do governo no Congresso e ex-Ministro da Saúde no governo Michel Temer; Eduardo Pazuello, atual Ministro da Saúde; Arita Bergmann, na época secretaria de Saúde de São Lourenço do Sul, hoje secretária estadual da Saúde do RS; Hisham Hamida, diretor do Consems; e Vinícius Medeiros, vice-presidente do Ibsáude.

 

Resistência

O governador Eduardo Leite (PSDB) enfrenta resistência de deputados para aprovação da Reforma Tributária. Todos os partidos, inclusive o PSDB, tem restrições ao pacote. Não querem votar aumento de nenhum imposto.
Ouvi o deputado Gabriel Souza (MDB) falar na Gaúcha nesta semana sobre o assunto e ficou claro que o seu partido, mesmo sendo da base aliada de Leite, não esqueceu de 2018, quando Leite liderou movimento que trancou ações do governador Sartori.
Será preciso muito diálogo, e o Rio Grande deve estar acima dos interesses pessoais e partidários.

Homenagens

Câmara de Vereadores vem prestando homenagens para pessoas, empresas e entidades, quase todas as semanas nesta época pré-eleitoral. Todas homenagens merecidas. Mas tenho notado que essa onda de homenagens não soa bem para muitos eleitores. O Legislativo é lugar para debate dos grandes temas da comunidade, é a cobrança que vejo sendo feita. Concordo que é a casa que precisa sediar os grandes debates da vida da comunidade, mas onde os reconhecimentos também são importantes. O equilíbrio é o melhor termo.

Atendimentos

Neste domingo, 20, o Centro de Atendimento para Pacientes com Sintomas Respiratórios, montado no Pavilhão São Sebastião Mártir pelo prefeito Giovane Wickert (PSB), completa seis meses de funcionamento. Neste período já foram realizadas no local 2,2 mil consultas. O Município foi um dos primeiros a montar um Hospital de Campanha no estado, ainda no início da pandemia no mês de março, como foi um dos primeiros a usar máscaras como proteção e outras iniciativas de proteção da saúde e da economia.
Por estas iniciativas Venâncio é um dos municípios que menos sofre o impacto econômico da pandemia.

Notas

* Ontem o Cidadania divulgou 15 candidatos a vereador, o PP seis e o PL diz que tem 18. Assim, está definido que Jarbas das Rosa (PDT) e Izaura Landim (MDB) terão apoio de sete partidos e 115 candidatos as vereador. Giovane Wickert (PSB) e Celso Krämer (PTB) terão apoio de seis partidos e 88 candidatos a vereador.
Somados mais os nove do PT, que não terá candidato a prefeito, teremos 212 candidatos a vereador em Venâncio, para 15 cadeiras no Legislativo. Isso se o PL confirmar os 18 e todos nomes anunciados forem homologados pela Justiça Eleitoral.
Na eleição de 2016 tivemos 130 candidatos. Vamos ter 86 a mais.

* E o ex-presidente Lula é acusado em mais um processo por corrupção e lavagem de dinheiro. Condenado em dois processos da Lava Jato, mas solto da cadeia por decisão do STF, Lula foi denunciado num terceiro processo, que aguarda julgamento e agora no quarto, por repasse apontado como fraudulento pela Justiça, de R$ 4 milhões da Odebrecht para o Instituto Lula. A ação envolve também o ex-Ministro Antônio Palocci e o presidente Instituto Lula, Paulo Okamoto. A reação de Lula é forte. Ele disse que não teme mais a Lava Jato e que acredita no STF. Grave. Não teme a justiça e confia no Tribunal nomeado por ele e Dilma, em sua maioria.

* Pesquisa PoderData divulgada ontem pela Bandeirantes mostra cenário para a eleição presidencial de 2022. Bolsonaro lidera com 35%, contra 13% de Moro, 10% de Haddad, 7% de Ciro e Mandetta, 5% de Doria e 4% de Dino. Com Lula, que está inelegível, Bolsonaro tem 35%, Lula 21% e Moro 11%. Numa simulação de segundo turno Bolsonaro empataria com Lula em 41%, teria 45% x 38% contra Haddad e 40% x 37% contra Moro.

* Semana foi de confronto na grande imprensa. A Globo fez reportagens pressionando para que as igrejas evangélicas paguem impostos, para atingir a Rede Record, que é da Igreja Universal. A Record revidou com a reportagens intituladas O Lado Oculto do Império, mostrando como a Globo se esquiva de pagar impostos, usando paraísos fiscais, e a forma corrupta das relações do plim-plim com o futebol.

* Do senador Lasier Martins (Podemos): O fim do foro privilegiado é tema de uma PEC de 2013, que está na Câmara desde 2017. Nada justifica a existência de regalias jurídicas para alguns, em um país que pretende ser democrático. Quanto mais teremos de esperar, até que a mão da justiça alcance a todos?

* Projeção do professor da USP, Fernando Botelho, é de que os servidores públicos licenciados para concorrer na eleição municipal custem R$ 1 bilhão aos cofres da União, estados e municípios. Em Venâncio são 13 servidores públicos municipais licenciados para concorrer na eleição.

* Com um total de US$ 954,2 milhões exportados em agosto, as vendas externas da indústria gaúcha caíram 14,6% na comparação com o mesmo mês de 2019. O resultado do Tabaco, -31%, ocorre pela forte redução no mês no comércio do setor com os EUA, que chegou a 72,9%; com a China, recuo de 96% e com a Bélgica, 21,8%, em relação a agosto de 2019, revela a Fiergs.

Notinhas

* Ex-prefeito Airton Artus, hoje Coordenador da Bancada do PDT na Assembleia Legislativa, me conta que teve Covid-19, em agosto. Ele chegou a ter pneumonia, mas fez tratamento em casa. Não precisou ser internado e já está recuperado.

* Santa Cruz, onde o prefeito Telmo Kirst (PSD) está no segundo mandato, definiu sete candidatos à sucessão. Alex Knak (MDB), Carlos Eurico Pereira (NOVO), Frederico de Barros (PT), Helena Hermany (PP), Irton Marx (Solidariedade), Jaqueline Marques (PSD) e Mathias Bertram (PTB). Mathias, que é da Lisaruth Delícias Caseiras, de Pinheiral, é natural de Venâncio.

* Em Lajeado serão três candidatos a prefeito. O prefeito Marcelo Caumo (PP) vai à reeleição e terá como adversários, Daniel Fontana (PSB) e Márcia Scherer (MDB).

* Domingo, 20 de setembro, tem Costelão do Rotary Chimarrão. Será no sistema drive thru ou delivery, no pátio da Pizzaria Di Nápoli, na Visconde do Rio Branco, ao lado do CAJ.

* Semana foi de chuva ‘preta’ na cidade. Basta ver as piscinas. Preta de cinzas que vieram das queimadas do Pantanal do Mato Grosso, que não para de arder em chamas.

Esportivas

* A Assoeva arranca bem na Liga Nacional. Empatou com o Pato, no Paraná, em 2×2, venceu o Umuarama aqui, na terça, por 3×2, e na quinta venceu o Joaçaba, aqui, por 4×0. Guilhermo Verfe faz campanha surpreendente nesta largada da Liga.

* A retomada da Libertadores escancara a gangorra Gre-Nal. O Inter venceu o América de Cali, Colômbia, por 4×3 no Beira Rio e lidera o grupo com 7 pontos. O Grêmio levou 2×0 da Universidade Católica no Chile e ficou em 4 pontos. América e Universidade tem 3. Na próxima quarta abre o returno com Gre-Nal no Beira Rio. A gangorra pode avançar ou recuar.

* No Brasileiro, onde o Inter também é líder isolado com 20 pontos em 10 rodadas, joga hoje no Ceará, contra o Fortaleza, às 19h. O Grêmio, 13º, com 12 pontos, joga na Arena no domingo às 16h, contra o Palmeiras.

Do Twitter

* Veja: Lula é denunciado pela Lava Jato por lavagem de dinheiro
* Veja: Pesquisa: Para 70% dos brasileiros, Lula não deveria voltar às urnas em 2022
* Exame: Magalu e Amazon estão interessadas na compra dos Correios, diz ministro
* GZH: Movimentos de professores identificados com a direita comemoram nomeação de Bulhões na UFRGS
* UOL: Mourão diz haver ‘opositor’ no Inpe que divulga dados ruins sobre queimadas
* Fabrício Haas: Novo reitor da UFRGS é muito cara de pau! Manter a nomeação do primeiro colocado na eleição, respeitando a vontade da comunidade acadêmica, deveria ser a conduta correta! Imagina se em governos anteriores o presidente nomeasse o seu preferido? A casa caia…
* Cristian Deves: Na boa, algo me soa errado ver pais levando seus filhos em parquinho, shopping, praia, mas quando se fala em voltar as aulas acham um absurdo. Prioridade é o Ensino…. #voltaasaulas #depressaoinfantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques