Pela valorização dos idosos

-

O aumento da expectativa de vida, nos últimos anos, tem desenhado um novo cenário na população. Mais do que viver por mais tempo, os idosos estão inseridos ativamente na sociedade. Movimentam serviços, praticam esportes, viajam e, em muitos casos, têm participação significativa no sustento das famílias e, consequentemente, na economia. São uma população que se tornou um novo segmento de mercado. São consumidores em potencial, para os quais têm se desenvolvido uma série de produtos e serviços. 

Em contrapartida, ainda há muito a se avançar na valorização e no respeito da população da terceira idade. Promover a qualidade de vida e proteger os idosos são demandas evidenciadas, neste mês, quando realiza-se a campanha Junho Violeta de Conscientização Pelo Fim da Violência Contra a Pessoa Idosa. Criada em 2020, a partir de proposição do então vereador Gilberto dos Santos, a mobilização do Junho Violeta em Venâncio Aires conta com um programação especial que está sendo desenvolvida ao longo deste mês.

Embora o assunto ainda passe despercebido para grande parte da população, as denúncias de violência contra idosos têm crescido nos últimos anos. Em 2021, foram 49 registros de pessoas idosas vítimas de violência intrafamiliar, no município, e 54 casos de negligência ou abandono. No primeiro quadrimestre deste ano, foram 16 casos de violência e 12 de negligência.

Outro fator que assusta é que mais da metade das denúncias de violência são situações que acontecem no ambiente doméstico, tendo como agressores filhos ou netos – justamente aqueles que mais deveriam amar e proteger seus idosos. As formas de violência também são diversas, desde a física até a psicológica e financeira.

Conhecer mais sobre o assunto é o primeiro passo para se conscientizar e se engajar na luta em defesa da população idosa. Ao encontro disso, a Folha do Mate apresenta reportagem especial nesta edição, na qual aborda os principais aspectos relacionados à violência contra idosos, orientações com relação a denúncias e dicas da Polícia Civil para evitar golpes. Mais do que isso, apresenta exemplos extremamente positivos como o dos participantes do grupo Maturidade Ativa, do Sesc, um projeto de promoção da saúde, vitalidade e autoestima. Que, em um futuro próximo, essa possa ser a realidade predominante da população idosa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes