Enquanto a Câmara dos Deputados debate a votação da Reforma da Previdência nesta semana, o presidente do Senado, David Alcolumbre (DEM-AP) anuncia que líderes da Casa vão apresentar Proposta de Emenda Constitucional (PEC) sobre a Reforma Tributária, cujo texto terá como base PEC de 2004, aprovada em Comissão Especial mas que não andou nos governos Lula, Dilma e Temer.

A proposta prevê a extinção de oito tributos federais IPI, IOF, CSLL, PIS, Pasep, Cofins, Salário-Educação e Cide-Combustíveis, mais ICMS (estadual) e ISS (municipal). Em

lugar destes dez tributos será criado um imposto sobre o valor agregado de competência estadual, chamado de Imposto sobre Operações com Bens e Serviços (IBS), e um imposto sobre bens e serviços específicos (Imposto Seletivo), de competência federal.

E que os municípios sejam contemplados com mais recursos nessa reforma, redividindo o bolo, afinal é nos municípios que as coisas acontecem e os prefeitos tem que dar satisfação às pessoas.

Aprovando as reformas da Previdência e a Tributária, o governo Bolsonaro já terá feito o que se espera há décadas e o país viverá uma nova realidade.

 

Notinhas

* Sérgio Rosa, o Papelito, ator e escritor, foi convidado pela OAB/RS para integrar a Comissão da Verdade Sobre a Escravidão Negra no RS, formada por 30 membros que desenvolvem um trabalho sobre temáticas afro-negras.

* Do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi: “Como a Reforma da Previdência do Governo não trará benefícios econômicos e sociais ao Brasil, nós, trabalhistas, já fechamos questão: Todos os deputados federais do PDT votarão CONTRA essa Reforma da Previdência que querem votar com pressa”. O PDT diz que vai expulsar que não votar contra. Vários nomes importantes do PDT já foram queimados por não obedecerem o ‘cabresto’ de Lupi, denunciado por corrupção quando Ministro do Trabalho de Lula e Dilma, que o demitiu por denúncia de cobrança de propina no Ministério.

* Deputados de um Grupo de Trabalho que analisa o Pacote Anticrime proposto pelo Ministro da Justiça Sergio Moro, decidiu retirar do projeto a prisão em segunda instância, com o argumento de que isso é preciso ser tratado através de PEC. A votação foi 7 votos pela retirada e 6 contra. O deputado gaúcho do PTB, Ronaldo Santini, que integra o grupo, não votou. Sem prisão em segunda instância, criminosos, traficantes e políticos ladrões presos na Lava Jato serão todos soltos.

* Faleceu ontem o jornalista Paulo Henrique Amorin, 77 anos. Era apresentador do Domingo Espetacular na Record e um dos grandes nomes do jornalismo nacional por cinco décadas. Ele tinha o Blog Conversa Afiada, onde era defensor ferrenho do PT e feroz com quem criticava Lula e Dilma.

 

Do Twitter

* Folha S. Paulo: PDT ameaça expulsar Tabata Amaral e outros deputados que votarem pró-reforma da Previdência.

* JB: “O Rodrigo Maia é nosso general dentro da Câmara para aprovar, antes do recesso, os dois turnos dessa nova Previdência”, disse o presidente.

* O Globo: Senado aprova criminalização do caixa dois proposta pelo pacote anticrime de Moro.

* GaúchaZH: “Não há sinal de um plano para o país”, diz Haddad sobre governo Bolsonaro.

* Agência Brasil: Líderes do Senado vão apresentar PEC da Reforma Tributária. Iniciativa propõe a extinção de 10 tributos.

* Estadão: Sob influência de Doria, cúpula do PSDB pressiona para expulsar Aédcio Neves.

* Pompeo de Mastos: O governo abriu caminho para a liberação de verbas em busca de votos para aprovar a Reforma. Só nos primeiros cinco dias de julho, foram empenhados R$ 2,551 bilhões. A cifra é maior do que a observada em todo o ano até junho: R$ 1,77 bilhões. Estão vendendo a aposentadoria do povo!

* Cristian Deves: Pelo visto, a única reforma que a esquerda aceita fazer no Brasil é a do Triplex e a do Sitio em Atibaia.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome