Foto: Alvaro Pegoraro/Folha do Mate

Todos sabem que a situação financeira do Hospital São Sebastião Mártir (HSSM) está longe do ideal, mas a chegada aos 84 anos – que serão comemorados oficialmente nesta segunda-feira, dia 22 de julho -, será bem mais tranquila do que se projetava há alguns dias. A partir da liberação do financiamento junto ao Sicredi, no valor de R$ 2,7 milhões, a direção da casa de saúde obteve recursos para quitar salários e férias atrasadas dos funcionários e ainda garantir fluxo de caixa para a instituição.

Como já deixou claro o presidente Luciano Spies, o processo de recuperação será lento, no entanto precisa de todas as mãos possíveis para que os objetivos sejam alcançados. Receber colaboradores de ânimo renovado, mais tranquilos em função de terem colocado suas vidas em dia, já é um bom começo no sentido de reverter a situação. Já pensaram em uma festa de aniversário onde ninguém está disposto a celebrar? Estivemos muito perto disso, mas felizmente o trem, neste momento, voltou aos trilhos.

Aproveitando o ambiente positivo, o HSSM lança neste sábado, 20, oficialmente, a campanha ‘A saúde do hospital é da sua conta’, uma iniciativa que conta com a parceria da RGE e tem como objetivo arrecadar doações por meio da conta de energia elétrica. A direção acredita ser possível chegar a cerca de R$ 50 mil mensais em doações, valor que seria suficiente, em alguns meses, para quitar integralmente a conta de luz do hospital – que varia entre R$ 50 mil e 90 mil, dependendo da época do ano.

Com um custo mensal de operação de aproximadamente R$ 3,7 milhões e necessidade de busca por equilíbrio financeiro, o presidente Luciano Spies determinou ações gerais de economia e também iniciativas que possam aumentar a arrecadação. De acordo com ele, a expectativa em relação ao retorno da comunidade, pela campanha, é a melhor possível. Afinal, quem ainda não precisou do hospital? A nossa casa de saúde é ‘sagrada’ e, por isso, certamente todos estarão unidos pelo pronto restabelecimento.

A recuperação está atrelada não apenas à redução de despesas e majoração de receitas, mas também à regularização de repasses do Governo do Estado – o que já vem acontecendo nos últimos meses – e do Instituto de Previdência do Estado (IPE). Só do IPE, o HSSM espera mais de R$ 500 mil, revelou Spies em entrevista à Folha do Mate, durante a semana. Todos os meses, dos cerca de R$ 300 mil faturados em serviços, R$ 250 mil são quitados. O restante do valor vai ficando para trás e sendo pago aos poucos, situação que gera a famosa ‘bola de neve’. As dificuldades se acumulam e precisam ser enfrentadas.

Ainda em relação ao Hospital São Sebastião Mártir, é necessário destacar o suporte que vem sendo garantido pela Prefeitura Municipal de Venâncio Aires. Várias foram as oportunidades em que o Executivo se mostrou solidário, auxiliando na superação dos obstáculos. Só para citar algumas situações mais recentes, o valor do contrato foi elevado – com aumento de quase 40% de recursos próprios investidos -, verbas foram antecipadas e o Município assinou como anuente para o financiamento junto ao Sicredi. O caminho é por aí: todos puxando para o mesmo lado, pois o HSSM é nosso!

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome