Possível cedência do ginásio municipal para abertura de empresa causa polêmica em Passo do Sobrado

-

A possível cedência do Ginásio Municipal Ernani Weber para a instalação de uma empresa que prestará serviços para a Calçados Beira Rio tem causado polêmica entre os moradores de Passo do Sobrado. O assunto ganhou repercussão nesta semana, após publicações sobre o assunto nas redes sociais.

Morador do Centro do município, Cassiano Ferreira, 32 anos, foi uma das pessoas que se posicionou contra o empréstimo do prédio e, inclusive, fez uma postagem no Facebook sobre o tema, na noite da terça-feira, 17. Em entrevista à Folha do Mate, o motorista, que também é dirigente de equipes esportivas e atleta, informou que não é contrário a instalação da empresa em Passo do Sobrado, apenas defende que outro lugar seja destinado para essa finalidade.

“Não somos contrários a vinda da empresa, só queremos que se estude a possibilidade de que ela se instale em outro lugar e não no único espaço adequado do município para receber eventos esportivos de grande porte”, destaca. Ele também comenta que sabe da relevância econômica desse novo empreendimento. “Se ela vai gerar 20 empregos ou 100, como é o prometido, vai ser muito importante para a geração de emprego e renda no município”, complementa.

Mobilização

Ferreira também relembrou que durante uma década esse ginásio foi ocupado por uma empresa tabacaleira. “Em 2013, esportistas e outras pessoas da comunidade, inclusive eu, se mobilizaram em relação a isso. Em 2015, depois de a Prefeitura fazer uma reforma, ele foi devolvido para a comunidade. Hoje, ele sedia eventos esportivos e religiosos. Neste ano, a escolha das soberanas também aconteceu no ginásio”, informa.

O motorista ainda menciona que o Ginásio Municipal Ernani Weber é usado para horários e escolinha de futsal, projeto voltado à terceira idade e aulas de patinação. “Temos muitos ginásios nas comunidades, mas eles são escolares, não suportam receber público para grandes eventos”, observa.

Segundo Ferreira, o objetivo dele e de outros moradores do município que são contrários à cedência do espaço é dialogar para que o Executivo encontre uma alternativa, como alugar ou construir outro prédio. O grupo pretende se mobilizar para acompanhar a sessão do Legislativo na segunda-feira, 23, quando o projeto de lei pode ser encaminhado para a apreciação dos vereadores.

“Somos totalmente a favor da vinda da empresa e estamos dispostos a ajudar a encontrar um lugar que não seja o ginásio de esportes do município.”

CASSIANO FERREIRA – Morador de Passo do Sobrado

Prefeito defende a geração de empregos e diz que não é contra a prática esportiva

Em vídeo publicado no Facebook na manhã da quarta-feira, 18, o prefeito de Passo do Sobrado, Edgar Thiesen, fez esclarecimentos a respeito do assunto. De acordo com ele, não há outra opção para o Município. “Ou cedemos o ginásio e entregamos com prazo para a Beira Rio, porque eles querem começar em julho, ou perdemos o investimento”, afirmou.

No pronunciamento ele reforçou que a Calçados Beira Rio é uma empresa consolidada e com destaque em toda a região. Também mencionou que a indústria calçadista já tem um atelier terceirizado de costura em funcionamento no município, que gera 42 empregos. “A proposta, agora, é a geração de 150 empregos diretos para a montagem final do calçado, em uma terceirização direta com a Beira Rio de Mato Leitão”, explicou.

De acordo com ele, a proposta chegou de forma muito rápida e a opção que a Administração Municipal tinha era alugar um prédio. Contudo seria necessário reformar o local, a partir de um investimento de aproximadamente R$ 500 mil, e pagar aluguel que gira entre R$ 7 mil e R$ 8 mil para o proprietário. “Mesmo assim, nós não teríamos tempo hábil para fazer isso, porque reforma em um prédio grande é bastante onerosa e pode ter muitas surpresas”, comentou.

Assim, a Prefeitura demonstrou que tinha um ginásio de esportes que poderia ser cedido à empresa. “É cedido, emprestado neste momento, e não doado para a Beira Rio. Eles aceitaram essa situação e vamos encaminhar esse projeto para a Câmara, porque acreditamos que isso é o futuro do nosso município – gerar emprego e renda”, salientou.

Em relação à parte esportiva, o chefe do Executivo afirmou que o município tem condições de continuar fazendo os campeonatos, cada vez com mais qualidade, e buscando novas formas de realizar, inclusive envolvendo localidades do interior.

Ele citou o ginásio do Rui Barbosa, no Centro, que pode passar por melhorias, e os ginásios de Passo da Mangueira, Taquari Mirim e Potreiro Grande. Além disso, comentou que outras comunidades do interior têm locais para a prática esportiva e poderão sediar eventos. “Esse é um momento único para Passo do Sobrado”, reforçou. Ele também se colocou à disposição da população para esclarecimentos.

“Estamos organizados e preparado para fazer isso de uma forma que não deixe o esporte desassistido e de uma forma que não nos deixe perder a oportunidade dessa empresa, a Beira Rio, instalar um dos seus setores de finalização do calçado aqui, a partir de uma terceirização direta com eles.”

EDGAR THIESEN – Prefeito

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes