Paula Roberta Kappel realizou o sonho de se tornar médica em meio a pandemia do coronavírus.
Paula Roberta Kappel com seus pais Walter e Irocilda (Foto: Divulgação)

A festa de formatura da primeira médica de Vale Verde foi frustrada pela pandemia do coronavírus. Foi o que aconteceu com a jovem Paula Roberta Kappel, 25 anos, que enfrentou o maior desafio de sua vida e se formou em Medicina pela Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), em Santa Cruz do Sul, no dia 29 de maio.

“Quem conhece meus pais Walter e Irocilda Elires Kappel, sabe que era um grande desejo deles e meu também, poder compartilhar desse momento tão importante através de uma festa com nossos familiares e amigos. Passamos 6 anos pensando e planejando em como seria a comemoração da minha formatura, um dia tão desejado para qualquer formando. Eu até cogitaria dizer que o Salão Kappel, tão famoso anos atrás, ficaria pequeno para nossos convidados”, afirma Roberta, como os amigos e familiares lhe chamam.

O maior desejo da família era de poder abraçar cada um dos convidados e agradecer pelo que ajudaram ao longo da trajetória. “A festa pode não ter sido do jeito que planejávamos devido ao momento que todos estamos vivenciando, mas digo que, felizmente, conseguimos mesmo assim tornar essa formatura num momento incrivelmente único”, destacou a médica.

Começou pela colação em gabinete, onde a Unisc proporcionou uma transmissão online, que possibilitou para muitos poder acompanhar o evento, mesmo à distância, e logo após, houve uma pequena recepção na residência da família, em Vale Verde. “Foi diferente, mas não menos importante. Contudo, as tecnologias nos permitem estar mais perto uns dos outros, e ler cada mensagem que foi escrita e vídeos que recebi, tornaram este momento importante e emocionante”, salientou Paula Roberta, que recebeu uma homenagem em forma de carreata com foguetório, já que o abraço não era possível.

“Lamento muito não poder dividir minha conquista com tantas pessoas que sempre me apoiaram e torceram por mim.”

PAULA ROBERTA KAPPEL – Médica

Sonho de ser médica

“Desde que eu me recordo sempre quis ser médica, e minha trajetória se iniciou ainda quando estava na escola. Foram muitos os momentos de renúncia à convivência com a família e os amigos para assumir o compromisso com os estudos e com meu curso. Hoje me formei, sonho que parecia muito distante e praticamente impossível antes de começar”, relembra Roberta.

Ela afirma que todos os anos de estudo não foram fáceis, e tem a convicção que continuar aprendendo e se atualizando estará sempre presente em sua vida. “Fico imensamente feliz com a pessoa que me tornei, e isso, só foi possível com a ajuda especial dos meus pais e de todos que sempre me apoiaram e me ajudaram de alguma forma.”

Roberta Kappel no seu discurso durante a formatura de gabinete na Unisc (Foto: Divulgação)
Roberta Kappel no seu discurso durante a formatura de gabinete na Unisc (Foto: Divulgação)

A jovem médica destaca que seus pais foram imprescindíveis nesta conquista, porque segundo ela, em muitas vezes abdicaram de tempo e de projetos pessoais para que a filha pudesse ter a oportunidade de estudar e de ter uma boa formação. “Me forneceram todos os estudos que eles não tiveram a oportunidade de ter, priorizando a minha educação e me mostrando sempre, o quão valioso é o conhecimento. Por isso dedico essa conquista primeiramente a eles”, enfatiza a filha.

Olivia Kappel, moradora de Passo do Sobrado, disse que a formatura da sua prima Roberta, bem como dos demais colegas, jamais será esquecida, pois é um fato que ficará para a história. “Pude perceber na colação de grau atípica, a felicidade dela e dos meus tios, Walter e Irocilda, e não pude dar aquele abraço apertado, o qual ficará para mais tarde. Não temos dúvida de que ela será uma excelente profissional, o que enche toda família de orgulho e felicidade”, ressaltou Olivia, que é cirurgiã-dentista.

Primeira médica de Vale Verde

Paula Roberta afirma que se sente realizada pela escolha e pela trajetória que percorreu. “Fico imensamente feliz em poder dizer que sou a primeira médica de Vale Verde, cidade que nasci, cresci e tenho muito amor. Quero ter a oportunidade de retribuir da melhor forma possível para com a minha cidade, realizando um trabalho alicerçado na humanidade e na excelência”, afirma.

A jovem profissional diz que buscar sempre o conhecimento e contribuir para a saúde da população com humildade, deveria ser um pré-requisito para qualquer ser humano. “A vida é feita de escolhas, eu escolhi ser médica, e é maravilhoso olhar para trás e constatar quantos obstáculos e sacrifícios foram vencidos, e que todos nossos sonhos são possíveis, basta querer e persistir. E digo que hoje é ainda mais maravilhoso olhar para frente e saber que posso fazer o bem, cuidar dos pacientes, aliviar e confortar a sua dor. Gratidão define minha vida”, conclui.

Paula Roberta Kappel deve iniciar, em breve, seu primeiro trabalho como médica, da Unidade Básica de Saúde de Vale Verde (Foto: Divulgação)
Paula Roberta Kappel deve iniciar, em breve, seu primeiro trabalho como médica, da Unidade Básica de Saúde de Vale Verde (Foto: Divulgação)

Futuro profissional

Agora, a recém-formada tem duas metas: fazer a residência e aguardar a convocação da Prefeitura para trabalhar na Unidade Básica de Saúde (USB), já que ficou em primeiro lugar num processo seletivo. O prefeito Carlos Gustavo Schuch disse que isso deve acontecer em breve, assim que os números da pandemia estiverem amenizados, pois a quantidade de pessoas que procuram o atendimento médico presencial é significativamente menor neste momento.

“Parabenizo a Roberta, bem como, aos seus pais, que juntos chegaram a esta conquista. É um orgulho para todos nós vale-verdenses termos a primeira médica do município trabalhando e atendendo a população que ela mesma conhece muito bem. A conquista dela serve de exemplo para muitos, demonstrando que todos os sonhos são possíveis de serem realizados”, afirmou o prefeito.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome