João Pierret teve a iniciativa de gravar podcasts para fugir do tédio da quarentena. (Foto: Taiane Kussler/Folha do Mate)
João Pierret teve a iniciativa de gravar podcasts para fugir do tédio da quarentena. (Foto: Taiane Kussler/Folha do Mate)

O estudante João Pedro Pierret de Souza, 14 anos, encontrou uma saída para aproveitar o tempo em casa, durante o período de isolamento social. Há dois meses, ele cria podcasts para o Spotify. “A ideia surgiu do tédio. Durante a pandemia, percebi muitas coisas negativas e então eu pensei: por que não criar coisas novas?”.

Para fugir do óbvio, ele apostou em algo mais formal, diferente dos outros podcasts que abordam conversas casuais ou piadas. Inspirado na apresentadora Tatá Werneck e Danilo Gentili, João Pedro faz uma pesquisa sobre a vida do entrevistado antes de elaborar as perguntas. “Para mim, não é uma obrigação, e sim, um entretenimento. Desta forma, conheço mais as pessoas e tenho a chance de saber mais sobre elas”, afirma.

O cantor Thomás Lenz, Rafael Storch, Eduardo Wachholtz e o prefeito Giovane Wickert já participaram da entrevista. “Geralmente, peço indicações para os meus pais. Já conversei com amigos meus e da minha família”, explica o estudante, que costuma intercalar pessoas comuns e públicas, para trazer diferentes histórias. “Recebo as pessoas na minha casa, mas, em alguns casos, vou até o local de trabalho delas. A ideia é deixar o ambiente confortável para o entrevistado”, afirma João.

Acesse e confira: 1001podcastscomjoãopierret

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome