Paciência, paciência, paciência… Como melhorar a minha?

-

Vivemos em um mundo de imediatismo, que tem urgência para que as coisas aconteçam. As notícias mudam e se atualizam muito rápido e as formas de entretenimento são centenas e constantemente trocadas. No meio disso, a paciência virou raridade.  “Isso traz uma sensação de um mundo mais impaciente, que quando precisa não sabe esperar”, explica a psicóloga Karen Taís Scheibler, 26 anos. De acordo com ela, essa falta de paciência também é comum aos jovens, pois eles estão inseridos em uma era digital que tem tudo disponível a todo momento.

Ela explica que a falta da paciência está relacionada diretamente com a ansiedade e faz mal quando impede a pessoa de fazer algo ou gera dores corporais. “A impaciência pode causar dores físicas, aceleração do coração, falta de ar e outros, porque ela está ligada à ansiedade, que gera esses sintomas também”, observa.

Mas, não se preocupe: a paciência é uma habilidade que pode ser desenvolvida. Algumas dicas da psicóloga para auxiliar nesse processo são ter autoconsciência e conhecer seus próprios sentimentos. “Coisas simples ajudam nisso, como, por exemplo, respirar, meditar, escutar uma música, assistir a um filme e fazer outras coisas que relaxam”, sugere Karen.

Segundo ela, precisamos nos esforçar para ter paciência, pois ela é importante na gestão de emoções e de tempo. É uma forma de entrar em contato com os nossos sentimentos e pensamentos. “Às vezes, a impaciência está mais ligada aos nossos pensamentos do que à situação em si, e isso gera todo o problema.”

A psicóloga Karen Taís Scheibler explica que paciência é uma habilidade que pode ser trabalhada
A psicóloga Karen Taís Scheibler explica que paciência é uma habilidade que pode ser trabalhada (Foto: Arquivo pessoal)

FIM DE ANO

O mês de dezembro, para algumas pessoas, é o mais agitado, por elas estarem internamente dessa forma. A psicóloga explica que é normal o último mês do ano trazer essa sensação, por conta do sentimento de que o ano está acabando e que poderia ter sido feito mais ou de forma diferente.

Além disso, nesse período, o indivíduo tem o pensamento voltado ao encerramento de ciclo e, às vezes, de não ter cumprido todas as metas. “Tendo uma organização, com planejamento de objetivos, é possível promover mais paciência ao longo de todo ano e, consequentemente, o mês de dezembro será mais calmo”, indica Karen.

“Precisamos saber que não temos controle de tudo e fazer o possível dentro das circunstâncias, sem nos cobrarmos tanto.”

Karen Taís Scheibler
Psicóloga

Paciência X relacionamento

Paciência é fundamental para manter um relacionamento. Segundo a psicóloga Karen Taís Scheibler, precisamos sempre ver o lado da outra pessoa e do coletivo, ouvir os problemas do outro também e ajudar quando necessário. “Não é só escutar o problema do outro, mas, sim, ouvir com atenção e empatia”, esclarece.

Quando estiver impaciente…

  1. Respire fundo
  2. Escute uma música
  3. Sinta algum cheiro que gosta (de flor, perfume, incenso)
  4. Assista a um filme
  5. Medite

As diversas faces da paciência

  • Paciência no computador

O jogo de cartas Paciência ficou famoso na versão para o sistema operacional Microsoft Windows, nas décadas de 1990 e 2000. Se você não é dessa época, com certeza conhece alguém que gastou boas horas em frente ao computador jogando paciência. Outra curiosidade é que ele foi criado para ensinar fluência de mouse para as pessoas, já que, na época, para usar um computador era preciso digitar linhas de código. Tem história essa paciência, né?!

  • Paciência – jogo de tabuleiro

Cada jogador tem uma cor – verde, vermelho, azul ou amarelo – e quatro peças com as quais ‘caminha’ pelo tabuleiro e avança conforme o número do dado. Vence, quem chegar primeiro ao ‘céu’. O jogo de tabuleiro também é conhecido como Ludo e fez parte da infância de várias gerações.

  • Paciência do Lenine

A música Paciência é uma das mais famosas do cantor e compositor Lenine. Se você ainda não ouviu, aproveite para conhecer!

“Enquanto todo mundo espera a cura do mal
E a loucura finge que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência
O mundo vai girando cada vez mais veloz
A gente espera do mundo e o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência…”

Lenine

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes