novo produto da Qualcomm chegou para eliminar essas dificuldades de vez com recarga de bateria (Foto: Divulgação)
novo produto da Qualcomm chegou para eliminar essas dificuldades de vez com recarga de bateria (Foto: Divulgação)

Os celulares se tornaram equipamentos fundamentais do nosso cotidiano, seja para bater papo com amigos e familiares em aplicativos de mensagens, agendar reuniões de trabalho, atendimento de serviços, ou navegar na internet. Mas atire a primeira pedra quem nunca ficou na mão porque o smartphone descarregou, ou precisou passar horas esperando que carregasse. O novo produto da Qualcomm chegou para eliminar essas dificuldades de vez – a empresa americana anunciou nesta segunda-feira, 27, uma nova tecnologia de recarga que promete levar a bateria do 0% ao 100% em apenas 15 minutos.

Nomeada como Quick Charge 5, ela necessita de um carregador de 100W para celulares com baterias de até 4,500 mAh. A novidade ainda está em fase de testes, porém deve chegar ainda neste trimestre ao mercado, e estará disponível inicialmente para os smartphones com sistema operacional Android que contam com processadores Snapdragon 865 e 865 Plus. Felizmente, a maioria das atividades não requer processadores e nem celulares tão avançados pois, para acessar sites e aprender tudo o que é preciso saber para começar a jogar roleta online, por exemplo, um aparelho comum é suficiente. A tecnologia Quick Charge 5 chega a ser até quatro vezes mais veloz que o seu antecessor, entregando 10 vezes mais energia que o Quick Charge 4 – portanto, as baterias dos celulares poderão ser recarregadas até metade de sua carga máxima em apenas 5 minutos. A primeira fabricante que utilizará o novo recurso será a Xiaomi.

Velocidade e segurança avançadas

Apesar dos benefícios de uma recarga veloz, a Qualcomm precisa também tomar precauções em relação à segurança do novo aparelho. Para garantir o funcionamento perfeito e a segurança dos usuários, algumas mudanças foram implementadas: dentre elas estão as 12 proteções separadas de tensão, corrente e temperatura, que incluem também defesa contra sobretensão de entrada USB.

Ademais, o novo produto é o pioneiro a apresentar um carregamento com as tecnologias Qualcomm Battery Saver e Smart ID. Esses apetrechos são capazes de estipular de forma efetiva a velocidade de recarga e as melhores condições para reduzir a degradação da bateria, testando o adaptador para produzir a quantidade ideal de energia. Embora seja inovador, o carregador da Qualcomm não é o único do segmento, pois há um produto parecido produzido pela Oppo que promete abastecer uma bateria de 4.000 mAh em somente 20 minutos.

As possíveis inovações para o futuro dos smartphones

Nas últimas décadas a tecnologia dos celulares evoluíram de maneira exorbitante. Todos lembramos dos popularmente conhecidos “tijolões”, aparelhos enormes e pesados – hoje, eles estão cada vez mais finos e leves, com uma variedade de funções, incluindo uma grande biblioteca de aplicativos que cumprem as mais diversas tarefas e a possibilidade de tirar fotos similares às câmeras fotográficas profissionais. Há algumas tecnologias ainda mais avançadas que vêm sendo ou serão implementadas nos smartphones mais atuais:

1 – Aparelhos flexíveis

Inicialmente apresentados na CES 2019, umas da maiores feiras de tecnologia do mundo, a novidade dos celulares dobráveis já está disponível no mercado. No entanto, espera-se que a invenção evolua ainda mais e que o display possa ser expandido e moldado da maneira que o usuário quiser. Na Universidade de Estadual de Michigan, Estados Unidos, pesquisadores já estudam e realizam testes com circuitos eletrônicos extensíveis.

2 – Telas “indestrutíveis”

Isso evitaria tantas dores de cabeça e prejuízos, pois quem nunca teve um aparelho que caiu e acabou com rachaduras na tela? Atualmente muitos materiais resistentes vêm sendo testados, algumas das opções são o vidro sintético de diamante, o Gorilla Glass utilizado pela Apple em muitos dos seus produtos, e o painel OLED da Samsung, que vem sendo utilizado em alguns dos seus monitores.

3 – Holograma

A ideia que ainda não tem exemplos reais é de trazer o efeito 3D para os smartphones. Essa seria uma espécie de projeção holográfica, por não precisar dos óculos 3D, já existentes na tecnologia atual.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome