Com população de 37 milhões, Canadá registra uma pessoa contaminada por Covid-19, por dia, a cada cem mil habitantes. (Foto: Ana Flávia Hantt/Divulgação)
Com população de 37 milhões, Canadá registra uma pessoa contaminada por Covid-19, por dia, a cada cem mil habitantes. (Foto: Ana Flávia Hantt/Divulgação)

PÉ NA ESTRADA

Por Ana Flávia Hantt*

O Instituto de Saúde Global de Harvard desenvolveu uma plataforma interativa, a qual acompanha em tempo real os dados sobre a contaminação por Covid-19. O ‘Global Epidemics’ é uma resposta da universidade americana para auxiliar na tomada de decisões de autoridades de todo o mundo e, também, para informar a população mundial sobre os riscos de viagem para determinados países e regiões.

Classificado pelas cores verde, amarelo, laranja e vermelho, o risco de contaminação é baseado no número de novos casos diários por cada cem mil habitantes. Canadá, China, Senegal, Nigéria, Egito, Cuba, Nova Zelândia, entre outros, são alguns dos países com menos de uma pessoa contaminada, por dia, a cada cem mil habitantes.

Entre os mais críticos, estão Aruba (78 novas contaminações por dia), Ilhas Turcas e Caicos, no Caribe (40) e Ilhas Faroé, pertencentes à Dinamarca (29 contaminações por dia).

O Brasil aparece classificado na cor laranja, com 21 novos casos da doença por dia a cada cem mil habitantes. Estados Unidos e a maioria dos países da América do Sul também aparecem nessa classificação.

A plataforma da Universidade de Harvard também apresenta gráficos que demonstram a curva de contaminação de cada país, assim como uma seção detalhada para os Estados Unidos – o estado da Georgia é o pior colocado no ranking, com 33 novas contaminações por dia a cada cem mil habitantes. Os dados são desta sexta-feira, 14 de agosto.

*[email protected]

Proibição de viagem

Vale lembrar que são poucos os países que permitem, atualmente, a entrada de brasileiros. Cuba, Dubai, Egito, Irlanda, Maldivas, México, Reino Unido e Turquia são algumas das nações com fronteiras abertas ao passaporte nacional. Na maioria dos casos, é necessário atestado de saúde, teste negativo atual para o Covid-19 ou quarentena.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome