No momento estratégias de treinamento são essenciais na busca por ritmo de jogo por parte dos atletas. (Foto: Roni Müller)

Na primeira semana de agosto, os órgãos competentes do Município liberaram a realização dos treinos coletivos por parte da Assoeva/Unisc/ALM. Desde então o técnico Guilhermo Verfe tem orientado trabalhos táticos na quadra do Poliesportivo. As atividades tem como objetivo buscar o ajuste mais rápido possível dos quartetos. Há cada dia que passa o clube de Venâncio Aires se aproxima da estreia da Liga Futsal.

“O ideal seria a liberação para os trabalhos técnicos/táticos uma ou até duas semanas antes. Entendemos a atual situação e não vamos ficar lamentando. Agora é trabalhar de forma mais intensa ainda na busca pelo entrosamento dos quartetos e de toda equipe em especial”, afirma o técnico.

Dentro do tempo hábil até a estreia na LNF prevista para o dia 21, a Assoeva não poderá realizar qualquer amistoso. “É mais um complicador para a gente. Você treinar as jogadas entre o grupo é uma coisa e aplicar no jogo é muito diferente. Boa parte das equipes não irá realizar qualquer amistoso. Isso ao menos equilibra em parte a situação de muitas das instituições”, cita Verfe.

Em relação aos trabalhos já realizados, o técnico destaca que foram bem produtivos. “Na primeira semana foram quatro trabalhos que a cada dia foram evoluindo. Nesta semana o cronograma prevê mais trabalhos com bola e esperamos que o grupo num todo mantenha essa evolução. O encaixe dos quartetos é essencial no momento e em segundo plano vem a questão de ritmo de jogo até a nossa estreia”, completa o comandante.

LNF deve no decorrer desta semana liberar ao menos a relação dos confrontos da rodada inaugural.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome