A matéria é de autoria da vereadora Ana Cláudia (PDT) (Foto: AI Câmara de Vereadores/Divulgação)

“Não é justo que um alimento tenha como destino o lixo, quando é certo que ainda poderá ser consumido por um animal abandonado e carente e cujas necessidades básicas serão atendidas”, este é um dos trechos da justificativa do Projeto de Lei do Legislativo que institui o programa Banco de Ração e Utensílios para Animais, em Venâncio Aires.

A matéria, de autoria da vereadora Ana Cláudia (PDT), tem como objetivo receber doações de ração e de utensílios em condições de uso para animais domésticos provenientes de estabelecimentos comerciais, fabricantes, produtores, comerciantes, e ainda, de apreensões. Serão beneficiários do programa, protetores de animais independentes e cadastrados, Organizações Não Governamentais (ONGs) ligadas à causa animal e famílias que possuam animais e que comprovem baixa ou nenhuma renda ou condições de vulnerabilidade social, alimentar e nutricional.

De acordo com a proponente, o projeto é um pedido feito por pessoas que trabalham com a causa animal, como o Conselho de Proteção aos Animais, a ONG Amigo Bicho e o Grupo Patinhas de Amor. “Este projeto já existe em Santa Cruz do Sul e teve uma boa aceitação. E quando a gente vê que uma questão é boa e funcionou, a gente copia e adapta à nossa realidade”, explicou Ana Cláudia. O projeto foi aprovado por unanimidade de votos, duramente a sessão da segunda-feira, 6.

A vereadora Sandra Wagner (PSB) parabenizou Ana Cláudia pela iniciativa e aproveitou para elogiar ação da Secretaria de Meio Ambiente, que colocou placas de conscientização sobre cuidados com os animais no Acesso Grão-Pará e no Acesso Dona Leopoldina. “A placa me impactou. Acho que é uma boa forma de sensibilizar as pessoas, porque muitas vezes não nos damos conta das maldades que fazem com os animais”. A presidente, vereadora Helena da Rosa (MDB), seguiu a fala de Sandra, e também elogiou a iniciativa das placas. Izaura Landim (MDB) ressaltou que o projeto vem em um momento importante, em que as pessoas estão cada vez mais apegadas aos pets. “Quase toda a família tem um bichinho de estimação. Certamente este projeto vai colaborar com o município, pois aquelas pessoas que gostam de animais, e muitas vezes não têm condições de mantê-lo, vão poder usufruir dos alimentos recolhidos, e assim, dar uma atenção especial aos seus bichinhos”, elogiou.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome