Ação de recolhimento de lixo eletrônico será nesta sexta-feira, das 8h às 16h30min (Foto: Arquivo FM)
Ação de recolhimento de lixo eletrônico será nesta sexta-feira, das 8h às 16h30min (Foto: Arquivo FM)

Com a vida útil cada vez menor, os aparelhos eletrônicos ou, até mesmo, os eletrodomésticos precisam receber um descarte correto para não serem prejudiciais ao meio ambiente. Com intuito de contribuir para isso, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Venâncio Aires promove nesta sexta-feira, das 8h às 16h30min, uma ação de recolhimento de lixo eletrônico, na Travessa São Sebastião Mártir. Em formato drive-trhu, a ação ocorre na entrada da rua Tiradentes e saída pela rua Osvaldo Aranha.

Conforme o assessor da pasta, Éder Schroeder, o descarte responsável é o caminho para auxiliar a natureza. “Essa também é uma forma de evitar que esse material, que levaria muito tempo para se decompor em meio a córregos e rios, fique no meio ambiente”, complementa. Ele explica que o recolhimento será feito pela empresa Natusomos, de Horizontina.

Reutilização dos materiais

Segundo a gerente comercial da Natusomos, Luana Peiter, após o recolhimento do material no município, ele é levado para a empresa que realiza a separação por tipo. “Fizemos a seleção por tipos de plástico, alumínios, vidros e outros materiais”, explica. Ela destaca que grande parte dos materiais recolhidos nessas ações são moídos pela empresa e recolocados nas indústrias como matéria-prima para serem reutilizados.

Luana salienta que alguns materiais são guardados pela empresa porque não há mercado para recolocação.“Anos atrás não tínhamos mercado para CDs, agora já existe e conseguimos que eles sejam reaproveitados”, exemplifica. Os fios dos cabos que são arrecadados nessas ações também sofrem um processo de separação de capa, cobre e alumínio. Outros componentes que não podem ser processados pela empresa são encaminhados para um aterro. Um exemplo são os cabos de fibra óptica, plástico noryl, acrílico e outros.

Ações

Neste ano, em função da pandemia da Covid-19, essa será a primeira ação de recolhimento de lixo eletrônico realizada pela Administração. No entanto, o assessor da secretaria de Meio Ambiente lembra que em anos anteriores, quando foram realizadas até três ações no ano, foram recolhidos cerca de 25 a 30 metros cúbicos de material eletrônico, em cada etapa.

Quando não são realizadas as ações de recolhimento, não existe um local para a destinação do lixo eletrônico. Conforme Schroeder, esse descarte não deve ser feito no lixo comum e, por isso, é importante a realização constante de ações de recolhimento.

Lista de materiais que podem ser entregues

Aparelhos de som, ar condicionado de janela, split, aquecedores, bebedouro, cabos e fios, caixas som de micro, cafeteira, liquidificador e batedeira, calculadoras, carregadores em geral, celulares e telefones em geral, centrais telefônicas, chuveiros, DVD e videocassete, estabilizadores e nobreak, fax, ferro elétrico, fontes de computador, forno elétrico, freezer, geladeira, HD, impressoras e scanners, lavadora de roupa, secadora de roupa e centrífuga, linha branca, máquina de escrever, máquina de lavar louça, micro-ondas, modem, monitores, monitores CRT e de LED, mouse, notebook, pen drive, roteadores, servidores, térmicas, teclados, TV de tubo, LED e LCD, torneiras e unidade CD/DVD e disquete.

Pilhas e lâmpadas

Há normativas que estabelecem a logística reversa para pilhas e lâmpadas. Nesse caso, os responsáveis por venderem os produtos devem recebê-los de volta depois que o cliente adquirir um novo para substituir. No caso das lâmpadas, em Venâncio Aires o ponto de coleta cadastrado no município é a Casa da Luz. “Cabe ressaltar que a legislação orienta todos os comerciantes a receberem o material em desuso na hora da compra de um novo, em seu estabelecimento”, reforça o assessor da Secretaria de Meio Ambiente.

LEIA MAIS: Cinco atitudes para adotar no dia a dia e contribuir com o meio ambiente

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome