Bairro Cidade Alta sofre com frequência a falta de água (Foto: Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)

Enquanto as obras de esgotamento sanitário ficaram em ‘stand by’, a Corsan trabalhou na substituição de canos de água em Venâncio Aires. Trata-se de uma nova rede que percorrerá mais de 17 quilômetros – investimento de cerca de R$ 1 milhão em parceria com a Prefeitura.

Mas, quando o assunto é água, um dos maiores problemas está relacionado à parte mais elevada da cidade, principalmente no bairro Cidade Alta, que geralmente é o que mais sofre quando há desabastecimento. Nesse caso, a Corsan quer resolver o problema até o fim de 2019, com um projeto já aprovado e com ordem de serviço assinada de R$ 47 mil (recursos da companhia).

Segundo o superintendente regional da Corsan, José Epstein, esse investimento vai possibilitar a ampliação da capacidade de energia elétrica de uma subestação de água próxima ao Clube Sete de Setembro. “Enquanto houve expansão das redes para outros pontos da cidade, não teve aumento de potência. Agora, não haverá mais essa limitação de energia.”

Na prática, haverá aumento da potência do bombeamento que vem da ETA e vai para a Cidade Alta e arreadores. A obra será executada pela Corsan e fiscalizada pela RGE.

A promessa, de que tudo esteja pronto até o fim do ano, também foi feita ao prefeito Giovane Wickert. “Nos prometeram até 31 de dezembro”, mencionou Wickert. Para ajudar no abastecimento da parte alta da cidade, a Corsan ainda projeta a ligação de dois poços artesianos.

AMPLIAÇÃO

De acordo com a Corsan, a substituição de canos de água ocorrerá ainda em mais 10 quilômetros. Para isso, foi assinado um termo aditivo no contrato com o Fundo Municipal de Gestão Compartilhada, de R$ 250 mil.

LEIA MAIS: Obras de esgoto em novos trechos estão autorizadas

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome