O silêncio no estádio Edmundo Feix pode estar com os dias contados. Sem futebol, sem a movimentação de jogadores, sem presença do torcedor – tudo isso por conta da pandemia do coronavírus – o Departamento de Marketing do Esporte Clube Guarani estuda o projeto de cinema drive-in. Cinema a céu aberto no estádio passa a ser a bola da vez para o clube, que está na busca por recursos para saldar algumas das despesas mensais.

“Quem está encabeçando essa iniciativa é o setor de Marketing do clube. Uma alternativa louvável na busca por recursos. Mesmo com o Guarani fechado, a cada 30 dias as contas devem ser pagas. Eventos desta natureza, desde que bem organizados, acredito que possam, sim, render financeiramente para o clube”, destaca o presidente Sérgio Batista.
Moacir Eisermann, que lidera a equipe de Marketing do rubro-negro, relata que uma das metas é movimentar as dependências do estádio. “Mesmo sem jogo, por conta da pandemia, todo fim de mês o clube tem que honrar com seus compromissos. Estamos estudando a realização de eventos para, justamente, buscar alguma renda extra e assim poder auxiliar no que for possível. Surgiu, então, a ideia do cinema a céu aberto. Uma ação que tem tudo para dar certo”, disse.

O clube vai utilizar o telão do Sesc. “Pela localização do estádio e o acesso principal pela Jacob Becker, o telão poderia ser colocado acima da goleira da General Osório. No gramado seria demarcado o espaço de estacionamento dos carros. Ainda se estuda se haveria uma cobrança de ingresso por pessoa ou então por veículo”, informa Eisermann.

Alimentação

A tendência é que o Guarani irá disponibilizar pessoas para o atendimento ao público com venda de bebidas e lanches. “Pessoal também pode algo trazer de casa. Para chamar o atendimento a gente estuda a possibilidade do motorista ligar os faróis do carro ou então o alerta. O motorista recebe o atendente e faz o pedido sem a necessidade de sair do carro.

Assim é possível evitar ao máximo um número maior de pessoas circulando. Se houver a necessidade de ir ao banheiro se permite o deslocamento da pessoa que, em seguida, deve retornar até o carro”, enfatiza o líder do Marketing.

Testes

O presidente do clube afirma que a iniciativa do Guarani conta com a parceria do Sesc e da Fox Som. No fim de semana será feito um primeiro teste de imagem através de um telão e som no Edmundo Feix.

“Neste teste será possível avaliar o real alcance e qualidade da imagem do telão. A transmissão do som (streaming) será via sistema de áudio em frequência FM pelo rádio dos carros. Você chega no estádio, estaciona, olha o filme e ouve o som através do rádio”, afirma Batista.

A direção estuda ainda a viabilidade de alguma programação extra antes do horário do filme. É possível aproveitar o caminhão de som da Fox Som e até o próprio telão para uma atração que faça o público chegar mais cedo ao estádio.

Os filmes

Lideranças da ação prevista para o Edmundo Feix contam com uma lista de filmes que podem ser exibidos. A intenção de realizar o drive-in é através de uma rodada dupla. No sábado à noite a opção seria para filmes da categoria adulto. No final da tarde do domingo seria uma exibição infantil, o que deve ser definido e divulgado nos próximos dias pela equipe do Guarani.

Diante do resultado dos testes que serão realizados no fim de semana no Edmundo Feix, direção pretende fazer duas sessões de cinema a cada quinzena, em julho e agosto.

Mais adiante

Se a comunidade ‘comprar’ a ideia, a direção do Guarani pretende organizar eventos ainda maiores para a estação de verão, dentro do projeto de movimentar o Edmundo Feix.
“Pretendemos aproveitar os meses de novembro e dezembro, quando a temperatura é mais agradável, para algumas atrações de fim de ano. As ações são possíveis”, acrescenta Moacir Eisermann.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome