Lar Novo Horizonte: de sonho do marido ao lar de Consuelo

-

Enquanto Maria Consuelo Falkembach, 82 anos, circula com a cadeira de rodas pelos corredores do Lar Novo Horizonte, carrega um sorriso no rosto e a alegria de viver. As pernas parecem um pouco frágeis, ao contrário das mãos, que demostram agilidade quando manipula a cadeira e segura as agulhas enquanto borda.

O segredo de toda a disposição, segundo ela, está na fé e devoção à Nossa Senhora Aparecida. “Todas as manhãs vou até a capela para rezar e pedir proteção às pessoas”, diz a idosa, que reside no Lar desde 14 de março de 2017.

Apesar da grande amizade com a supervisora da casa, Rosana Reckziegel, com o grupo de enfermeiras e a companheira de chimarrão, Neusa Hainenn, 77 anos, Consu, como é conhecida pela maioria, prefere estar na companhia dos livros e das agulhas, na calmaria do seu quarto. “Bordo com a mão esquerda e faço crochê com a direita”, brinca.

Neuza e Consu são vizinhas de quarto e companheiras de chimarrão. (Foto: Taiane Kussler/ Folha do Mate)

Com habilidade nas mãos, Consu em parceria com a amiga do Lar, Herta Maria de Oliveira, 84 anos, já confeccionou quase 20 panos de prato que foram doados às Damas da Caridade, do Centro Promocional João XXIII. “Aprendi quando estudava no Colégio Aparecida e com a minha mãe, que também fazia crochê”, recorda.

Herta faz crochê e Consu finaliza o bordado dos panos de prato que são doados às Damas de Caridade. (Foto: Taine Kussler/Folha do Mate)

Apesar de algumas limitações físicas, após ter fraturado a perna direita, o sedentarismo nunca fez parte de sua rotina. “Frequentei a academia por cerca de 20 anos e aqui, mantenho uma rotina de exercícios. Levanto às 6h30min, tomo chimarrão e depois faço uns 30 minutos de bicicleta e caminhada na barra”, afirma, sorrindo. Ela acrescenta que o contato com as amigas de fora ainda permanece. “Às vezes, recebo visitas das minhas amigas que frequentavam a academia comigo”, conta.

Há dois anos e meio no Lar Novo Horizonte, Consu fez amizades e se sente muito bem acolhida pela equipe de profissionais que atua na instituição. “Gosto muito daqui, as enfermeiras são muito atenciosas comigo. Durante a noite, elas vêm até meu quarto para conversar. Eu as chamo de ‘anjos da noite’”, conta.

Ligação com a entidade

Antes de residir no Lar Novo Horizonte, Maria Consuelo já tinha ligação com a instituição. O marido, Ney Cabral Falkembach (já falecido), foi presidente da entidade, de 1991 a 1995, e atuou por mais um ano na administração do local.

“Na época, havia 22 residentes no lar. As pessoas eram mais lúcidas e apresentavam poucos problemas de saúde”, recorda. Ela acrescenta que, algumas vezes, fazia galinhada para os residentes. “Sempre estava por aqui, acompanhando o meu marido”, relembra com gratidão.

Viúva e mãe de três filhos, Consu ainda recorda daquela época quando olha para um dos certificados de reconhecimento que o marido recebeu enquanto estava na direção da instituição. O documento, emoldurado, está pendurado na parede do quarto.

Um outro quadro acima da penteadeira com diferentes pins, traz as lembranças da época em que o marido esteve ligado ao Lions Clube de Venâncio Aires. “Ele tinha o sonho de fazer um lar para idosos para quando ficássemos velhinhos”, conta, emocionada.

Quadro com os pins traz recordações da época em que o marido esteve ligado ao Lions Clube Venâncio Aires. (Foto: Taiane Kussler/ Folha do Mate)

Fundado há 34 anos pelo Lions Clube Venâncio Aires, o Lar Novo Horizonte abriga 42 residentes, sendo que, cinco são homens e a maioria mulheres. A residente mais antiga da Casa é Rumilda Weizemann, 99 anos, que chegou na instituição em 2015. Alguns são naturais de Venâncio Aires, já outros, vieram de diferentes lugares do estado, mas ainda mantêm vínculos na Capital Nacional do Chimarrão.

A casa, que é dirigida por Carmem Suzana Moscato de Oliveira, conta com 40 funcionários da área da saúde, limpeza e administração. Além do cuidado diário com os residentes, o Lar Novo Horizonte realiza projetos e atividades como cantoterapia, aulas de dança, oficina de pintura, leitura e culinária.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes