Contrato com a empresa que elaborará os projetos foi assinado na sexta-feira (Foto: Adriene Antunes/AI Prefeitura)

O prefeito Giovane Wickert assinou na sexta-feira, 4, o contrato com a empresa HAJEL Projetos e Consultoria Empresarial Eireli para a elaboração dos projetos para a construção do Centro de Vocação Tecnológica (CTV) da Proteína.

Com entrega prevista para o início de dezembro, os projetos seguirão para análise e aceite da Caixa Econômica Federal e em seguida será elaborado o processo licitatório para contratação da empresa que fará a construção da estrutura.

O CVT da Proteína de Venâncio Aires será o primeiro do Rio Grande do Sul voltado para este segmento. O centro será um espaço voltado à realização de cursos e de pesquisas, com o objetivo de ajudar no desenvolvimento de algumas produções, como leite, gado de corte, aves, suínos, ovinos, peixes e mel.

O local será edificado na área da antiga Fundação Ambiental de Venâncio Aires (Favan), em Linha Ponte Queimada. O valor de investimento do CVT está orçado em R$ 900 mil e foi conquistado junto ao Ministério da Ciência e Tecnologia.

LEIA MAIS: Três empresas se habilitam para criar o projeto do CVT

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome