Trem Sorriso de Criança

No sábado, 10, uma equipe da Folha do Mate junto com as integrantes do Lions Clube Melvin Jones, e da MaiguiBom percorreram alguns bairros da cidade para levar alegria e homenagear as crianças. O Trem Sorriso de Criança passou pelos bairros Battisti, Coronel Brito, Aviação e Gressler, com distribuição de bolas e guloseimas. Somente agradecer aos pais e famílias que acompanharam o Trem, que ficaram à espera dos personagens nas esquinas e em frente de suas casas. Ao contrário dos anos anteriores, não foi possível a realização de eventos como a festa ou piquenique Sorriso de Criança,organizados pela Folha do Mate, anualmente, nesta época. Foi uma forma encontrada para driblar a pandemia da Covid-19, que ainda faz vítimas e que mantém o vírus ativo, necessitando, ainda, evitar aglomerações de pessoas.

Férias

A Coluna Pelos Bairros não será publicada nas próximas quintas-feiras, dias 22 e 29 de outubro. Estarei no meu período de férias, que se estende até novembro. Assuntos podem ser encaminhados para o e-mail [email protected]

Artesanato

Depois de entrevistar, em junho, o agricultor Darci Becker, 71 anos, na última semana, fui presenteada com os artesanatos que ele produz em suas horas vagas. Uma estrela e uma
cestinha, feitas com a semente Lágrima de Nossa Senhora. O morador de Vila Deodoro
passou por problemas de saúde graves e, depois de cirurgias, quando precisou diminuir o ritmo na lavoura, buscou refúgio no artesanato. Além de peças com a semente que ele planta, também produz vassouras. A produção de objetos com a semente, ele aprendeu com a mãe Erna Becker (já falecida) e os modelos de estrelas são da vizinha e prima Hilda Becker, 91 anos (minha avó materna e que também produz este tipo de artesanato), que repassa as sementes que têm em casa para que Darci crie os objetos de decoração. Ao seu Darci, pai de Julio, Valmor e Luis Fernando, meus amigos de infância, fica a minha gratidão pelos presentes. Darci pretende iniciar uma nova etapa, a de comercialização dos objetos.

Dia do Professor

A homenagem deste dia 15 de outubro vai aos professores, título este que também faz parte do meu currículo, com muito orgulho. Mas são os ‘profes’ que passaram e ainda passam pela minha trajetória, que deixam suas recordações do tempo de sala de aula. A homenagem se estende a todos, mas em especial a minha mãe Laura Caríssimi, minha madrinha Sônia Becker, para muitos de meus familiares professores, e minhas alfabetizadoras na escola de Vila Deodoro, na década de 70, irmã Teresinha Eidt e Melita Hoffmann. Poderia citar muitos, cada um com um ensinamento, uma lembrança. Outro forte abraço especial para as professoras que integram o projeto Folheando, pela parceria, dedicação e paciência!

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome