Assoeva, instituição de 37 anos completados em 2 de agosto de 2019, pode ficar sem seu único patrimônio. (Foto: Roni Müller)

A sede da Assoeva foi arrematada pelo valor de R$ 235 mil durante leilão realizado nesta quinta-feira, 7. O valor era o lance inicial proposto pelo terreno. Conforme informações da Back Leilões, o comprador do imóvel é morador de Santa Cruz do Sul.

Essa foi a segunda vez em menos de 30 dias que a sede da entidade foi a leilão. No dia 14 de outubro ninguém havia ‘batido o martelo’, diante do pedido inicial de R$ 470 mil. O terreno tem 371,25m² com benfeitoria de 225,86m² e está localizado na rua Emílio Selbach, esquina com a Barão do Triunfo, no Centro de Venâncio Aires.

A venda do imóvel foi necessária para pagar uma ação trabalhista que tramita desde 2016 na 1ª Vara do Trabalho de Santa Cruz do Sul. Ela diz respeito ao atleta Flávio de Moura Ribeiro, o pivô Flávio, que atuou pela Assoeva em 2015. No processo consta que em outubro de 2014 ele sofreu um entorse no joelho esquerdo e mais tarde foi diagnosticado o estiramento do ligamento colateral medial.

Em maio de 2015 o jogador foi diagnosticada a existência de desgaste da cartilagem e menisco. Em outubro do mesmo ano realizou a cirurgia. Ficou por 45 dias em recuperação e depois disso o atleta alega que seu contrato de trabalho não foi renovado.Relatos no processo ainda dão conta que Flávio ficou afastado do trabalho por mais 90 dias sem qualquer assistência.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome