Airton e Vinícius se reuniram em agosto na Assembleia onde traçaram ações de apoio ao município nas áreas da segurança e saúde de olho no presente e no futuro. (Foto: Divulgação)

Ouço cada vez mais que o ex-prefeito Airton Artus e o professor e advogado Vinícius Medeiros, que concorreu a prefeito pelo PSDB em 2016 e a deputado em 2018, seriam a dobradinha ideal da oposição para a eleição municipal do ano que vem. E falta exatamente um ano.

Perguntei para Airton sobre isso. Ele nega. Diz que o candidato do PDT é Jarbas da Rosa, mesmo sabendo que muita gente quer vê-lo candidato para um terceiro mandato.

Nesta semana Vinícius esteve aqui na Folha e fiz o mesmo questionamento. Ele diz que estão avaliando as possibilidades de ter PDT e PSDB num projeto conjunto, para depois tratar de nomes.

Mas, na conversa com Vinícius anotei algumas frases que podem ser reveladoras. Ele disse que no início da aproximação com o PDT a ideia era dele ser candidato a prefeito ou o PSDB indicar um outro nome de vice, considerando Jarbas da Rosa candidato a prefeito pelo PDT. Disse que pesquisas podem dar uma direção certa, se o eleitor está satisfeito e vai votar para continuar o atual governo, se quer voltar ao modelo anterior ou se quer algo novo, o que deixa em aberto uma possibilidade de candidatura sua a prefeito novamente. Depois disse que hoje já é outro momento e que no seu entendimento devem concorrer os melhores nomes, o que me sinaliza claramente que ele está aberto a discutir uma dobradinha Airton/Vinícius.

Juntando tudo que ouvi, de várias partes, inclusive de fora dos partidos, a oposição gostaria de ter uma chapa majoritária com Airton Artus (PDT) para prefeito e Vinícius Medeiros (PSDB) como vice. Penso que Vinícius pode vir a aceitar, se for incluída projeção de sua candidatura a deputado estadual em 2022.

Este vai ser o debate da oposição para se definir como enfrentar a reeleição do prefeito Giovane Wickert (PSB) e do vice Celso Krämer (PTB).

 

Smart Cities

A Urban Systems elaborou o ranking Connected Smart Cities, um estudo que olha para o desenvolvimento das cidades brasileiras. Material que chegou até o prefeito Giovane Wickert (PSB) mostra que Venâncio está no ranking em duas avaliações. Está em 74º no pais em economia, que trata da aplicação de recursos públicos, indicadores de crescimento entre outros. Está em 76ª em governança, que mostra a transparência de gestão, ferramentas utilizadas, nível de formação, entre outros.

Trazendo para o ranking estadual, Venâncio é a 4ª em governança e 11ª em economia. Giovane vê valorizado ai o seu trabalho de austeridade com os recursos públicos, quando fala em economia, e as ferramentas de gestão e qualificação, quando fala em governança.

Na qualificação pessoal, Giovane tem formação acadêmica de Gestão Pública e destaca que nas secretarias a preocupação foi com qualificação das pessoas, como um agrônomo no Meio Ambiente, um contador na Fazenda, uma arquiteta no Planejamento, e assim por diante.

 

Parcerias

O Instituto Brasileiro de Saúde (IBSaúde), Organização Social privada liderada pelo sanitarista José Eri Medeiros, pai de Vinícius Medeiros, que é vice jurídico do Instituto, se qualificou junto ao Governo do Rio de Janeiro para atuação em gestão de saúde pública. Em 2020 o IBSaúde abre escritório em Brasília.

Vinícius diz que os governos vão cada vez mais se abrir às parcerias com Organizações Sociais para gestão de serviços, como já acontece com as estradas, vai acontecer na saúde, na educação, projeta ele. Vico cita o exemplo de uma UPA, que com administração pública custa R$ 1,2 milhão/mês. Com gestão de uma OS custa R$ 900 mil/mês.

 

Notinhas

* Ontem pela manhã o deputado estadual do PSDB, Mateus Wesp, presidente estadual do partido, de passagem por Venâncio visitou o presidente local Vinícius Medeiros. Em rede social Mateus postou que visitou o pré-candidato a prefeito de Venâncio e liderança regional Vinícius Medeiros.

* Assembleia Legislativa teve ato solene nesta semana pelos 30 anos da promulgação da Constituição Estadual em 1989. Bons tempos em que Venâncio tinha três deputados estaduais; Gleno Scherer (PMDB), que foi o presidente da Assembleia Constituinte; Luiz Fernando Staub (PDS) e Selvino Heck (PT).

* Presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Victor Laus dá a letra nessa ‘ladainhda’ que Lula criou de não aceitar progressão para o regime semiaberto a que tem direito. “Ele deveria estar é num presídio, pois foi condenado a cumprir pena em regime fechado’ simplificou Laus, juiz da Lava Jato, sobre e ex-presidente que está preso em cela especial na PF de Curitiba.

* Depois de Alexandre Frota ser expulso pelo PSL, mais dois deputados começam a semana na mira; a carioca Alê da Silva e o gaúcho Bibo Nunes estariam a perigo. O PSL juntou muitos diferentes, que se elegeram mais pela ‘carona’ de Bolsonaro do que pelos seus votos.

* Vejo ‘intelectuais’ de esquerda começando de novo o discurso comparativo de Lula com Mandela e Ghandi. A comparação é uma ofensa para Mandela e Ghandi. Nenhum dos dois comandou esquema de desvio de dinheiro público no governo.

 

Aniver Folha

Neste domingo, 6 de outubro, a Folha completa 47 anos. Fundado em 6 de outubro de 1972, o jornal se tornou parte da comunidade venâncio-airense. A Folha é hoje um dos principais diários do interior, com uma equipe de quase 20 profissionais que produzem conteúdo diariamente levando a informação por todas as plataformas para a audiência.

 

Esportivas

* A Assoeva decide hoje na Liga Nacional. Joga às 13h15min contra o JEC em Joinville, Santa Catarina, o jogo de volta das oitavas de final. A Assoeva levou 4×1 em casa e agora precisa vencer em Santa Catarina para levar a decisão para uma prorrogação, onde precisará vencer novamente. Difícil. Mas não impossível.

* No Brasileiro tem rodada com jogos da dupla Gre-Nal hoje também. O Grêmio joga às 19h na Arena contra o Corinthians. Jogo de seis pontos. O Inter às 21h contra o desesperado Cruzeiro, em Minas.

 

Do Twitter

* O Globo: ‘Bolsonaro é meu candidato em 2022’, diz Moro

* Veja: PF indicia ministro do Turismo por esquema de candidaturas laranjas

* Estadão: ‘Os tempos do Brasil sem lei e sem justiça chegaram ao final’, avisa Moro

  • Exame: Sete em cada 10 brasileiros da classe C apoiam Lava Jato, diz pesquisa.

* O Globo: Palocci conta como PT loteou governo para gerar recursos ilícitos.

* Veja: Brasil é o maior do mundo em lavagem de dinheiro.

* O Antagonista: Janot estava em MG no dia em que disse ter ido armado ao STF.

* GauchaZH: Paris concede título de cidadão honorário a Lula.

* Exame: Donos poderão ficar com pets em hospitais no Rio Grande do Sul.

* Folha S. Paulo: No Nordeste, quase 25% da renda vem de aposentadorias e programas sociais.

Augusto Nunes: Em todo o mundo civilizado, as Cortes Supremas existem para dirimir dúvidas jurídicas de bom tamanho. No Brasil, o STF cria ao menos uma por semana.

* Eduardo Leite: Inauguramos a Penitenciária Estadual de Bento Gonçalves. São 420 vagas para detentos do regime fechado. A qualificação do sistema prisional é um dos eixos do programa RS Seguro. Além de garantir espaço + adequado, a casa prisional proporcionará melhores condições de ressocialização.

* Bolsonaro: Após zerar impostos de produtos no combate ao câncer e aids, mais de 500 itens de saúde e outros, o governo zera imposto de importação de mais 147 produtos sem similar produzidos no Brasil. Agora, indústria, informática e telecomunicação.

* Cristian Deves: Independente de alguns brasileiros, o Brasil vai avançar. Dos últimos anos temos a melhor equipe de Governo. Sinceramente, não esperava uma equipe tão preparada e competente.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome