Em meio à expectativa da descoberta da cura da Covid-19 e de ações que possam contribuir com a prevenção, diversas informações são compartilhadas nas redes sociais. Muitas delas, no entanto, tratam-se de fake news – notícias falsas – ou informações sem evidência científica.

Por conta disso, a Folha do Mate realiza a checagem das informações com profissionais da saúde ou órgãos oficiais. Leitores que quiserem esclarecer dúvidas ou sugerir abordagens podem entrar em contato com a redação do jornal, pelo WhatsApp 98943-4110.

Deixar roupas e calçados no sol ajuda na prevenção

O médico Ben-Hur Moraes de Lima explica que o vírus causador da Covid-19 é sensível ao calor e à luz solar. Ele orienta que, caso não se lave toda a roupa, é importante que as peças sejam colocadas no sol por quatro horas. A lavagem das roupas com água e sabão também é suficiente para eliminar o vírus.

Governo anuncia vacina contra o coronavírus

Diferente da informação que circula nas redes sociais, ainda não existe uma vacina pronta contra o coronavírus. O Ministério da Saúde esclarece que muitas pesquisas estão sendo desenvolvidas para o combate ao coronavírus, entretanto, “até o momento, não há nenhum medicamento, substância, vitamina, alimento específico ou vacina que possa prevenir a infecção pelo coronavírus”. Além disso, a mensagem sobre a vacina informa um link para as pessoas se cadastrarem para receber a dose, o que também não condiz com a realidade, pois as vacinas são oferecidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), nos postos de saúde, sem necessidade de agendamento.

É importante tirar a roupa, ao entrar em casa

Tirar a roupa e o calçado utilizada no ambiente externo, ao chegar em casa, é uma medida preventiva importante para evitar levar o vírus para dentro da residência. O médico Ben-Hur Moraes de Lima orienta que se faça uma linha no chão da porta de entrada. “É importante tirar toda a roupa externa e deixar ali, para ser lavada ou ir ao sol. O mesmo vale para os calçados, pois o coronavírus fica grudado no sapato.”

Apenas idosos devem tomar cuidados para não se contaminar

Apesar de os idosos serem grupo de risco para a Covid-19, pois, em geral, são os que desenvolvem quadros mais graves da doença, as medidas de higiente e o isolamento social são recomendações para todas as pessoas, independentemente da idade.

O médico pediatra Vilson Gauer explica que essa medida é importante porque, embora mais jovens geralmente não desenvolvam quadros graves da doença, eles também transmitem o vírus. “O vírus se propaga por todo mundo. Em geral, não é grave nas pessoas saudáveis, mas elas podem transferir o vírus para outros, se estiverem contaminadas. Algumas pessoas nem mesmo desenvolvem sintomas da doença, mas elas transmitem o vírus. Por isso, a importância do isolamento. Precisamos evitar a circulação do vírus.”

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome