Diversos pássaros que haviam sido apreendidos, foram soltos no Sítio Buraco Fundo (Foto: Divulgação)

Na tarde da quinta-feira, 5, funcionários do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) estiveram no Sítio Buraco Fundo, no interior de Vale Verde, para fazer a soltura da primeira remessa de animais silvestres apreendidos junto a traficantes. O sítio é o primeiro local da região do Vale do Rio Pardo a se tornar um centro de reabilitação e soltura de animais silvestres.

Todos passaram pela vistoria de uma veterinária em Porto Alegre e foram soltos no local, que é cercado de campos e matas. A analista ambiental e veterinária Fernanda de Azevedo Libório, explica que os animais que precisarem ser reabilitados irão ficar no local até que isso aconteça e depois serão soltos nos arredores do sítio, ou nos locais mais adequados com seus habitats.

A proprietária do Sítio Buraco Fundo, Paula Kist, disse que conversações já vinham acontecendo com representantes do Ibama para que a parceria se consolidasse, e que nos próximos dias, mais animais serão trazidos.“Vamos iniciar agora a construção de viveiros, que irão abrigar as mais diversas espécies da nossa fauna”, destacou.

Fernanda explicou que os animais inicialmente passam por um tratamento veterinário em Porto Alegre e que após eles são encaminhados ao Sítio Buraco Fundo, para serem reabilitados e também devem se desacostumar aos seres humanos, para que sejam soltos posteriormente. “O que acontece no caso dos pássaros, por exemplo, é uma soltura branda, onde as gaiolas são abertas e ficam assim, para que o animal possa voltar quantas vezes quiser, até que não retorne mais e fique definitivamente na natureza”, frisou.


“É uma alegria imensa poder contribuir com a recuperação da vida selvagem.”

PAULA KIST – Proprietária do Sítio Buraco Fundo


O prefeito Carlos Gustavo Schuch parabenizou a empresária Paula Kist pela iniciativa de se doar em prol do meio ambiente e dos animais. “Essas atitudes colaboram para um futuro cada vez mais consciente com relação à necessidade de preservação da nossa fauna e flora. A Prefeitura também tomou uma medida em prol do meio ambiente, onde queremos iniciar, em breve, uma coleta seletiva de lixo, para que cada vez menos quantidade seja destinada aos aterros sanitários”, adiantou.

Sitio Buraco Fundo, que é o mais novo local cadastrado pelo Ibama para reabilitação e soltura (Foto: Divulgação)

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome