Instalação de lixeiras pelas ruas de Passo do Sobrado
Coordenadora do projeto, Celina Fagundes da Rosa e a presidente da Amapasso, Angela dos Santos com alguns dos alunos da turma 301 da escola Alexandrino, responsáveis pela instalação das lixeiras (Foto: Divulgação)

A turma 301 da escola Alexandrino de Alencar (EEEM), com ajuda da Secretaria Municipal de Obras, instalou, na semana passada, dez conjuntos de lixeiras nas ruas da cidade, doadas por diversos parceiros. Devido à pandemia, o projeto não pode ter seguimento, mas os alunos se propuseram, observando os cuidados de isolamento, aos poucos visitarem outros comércios para buscar novas parcerias. O propósito é instalar lixeiras em todas as ruas da cidade.

“A direção e comunidade escolar estão muito contentes com o desenvolvimento deste projeto, pois o mesmo está propondo ações de transformação social”, salientou a coordenadora do projeto e professora do Alexandrino, Celina Fagundes da Rosa. Ela conta que em 2019 a turma 301, na época 201, participou de uma audiência pública sobre saneamento básico, promovido pelo Departamento Municipal de Meio Ambiente, ocasião na qual ficaram preocupados ao saberem dos dados apresentados, e os gastos que o Município tinha ao transportar lixo orgânico, visto que a economia municipal é basicamente agrícola.

O fato chamou a atenção dos estudantes mesmo que no município exista uma associação atuante neste setor, chamada de Associação de Catadores e Coletores de Materiais Recicláveis de Passo do Sobrado (Amapasso). Com isso, a comunidade escolar foi em busca de parcerias e contou com o auxílio das Secretarias de Agricultura e Meio Ambiente, Saúde, Educação, comércios, indústrias e a própria Amapasso.

Atividades

A meta do projeto é contribuir com o meio ambiente e obter soluções para os problemas causados pelo lixo. “Esta questão está ganhando importância maior a cada ano. Diariamente há uma grande quantidade de produtos recicláveis, que se somam a um montante cada vez maior de lixo orgânico. Neste cenário, a conscientização ambiental é fundamental e precisa começar desde a infância. A escola exerce um papel fundamental neste processo”, destacou Celina.

Com doação e auxílio de parceiros, alunos instalam lixeiras pela cidade
Ela explica que foram realizadas muitas atividades como: teatro, palestras, confecção de folders e adesivos de carros pela Prefeitura, que foram entregues pelos alunos nos comércios e à população. Também houve visitação ao Viveiro Werle, uma empresa de Passo do Sobrado, que trabalha com o fornecimento de mudas de flores, hortaliças e florestal, dando exemplo de sustentabilidade entre outras atividades, incluindo a realização da horta escolar.

Horta escolar alunos Alexandrino Passo do Sobrado
Alunos incluíram a realização de uma horta escolar no projeto Reciclar para o Mundo Transformar (Foto: Divulgação)

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome