Mesmo que os EPIs sejam disponibilizados às escolas da rede estadual, administração irá se reunir para definição de protocolos. (Foto: Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)
Mesmo que os EPIs sejam disponibilizados às escolas da rede estadual, administração irá se reunir para definição de protocolos. (Foto: Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)

A Prefeitura de Venâncio Aires publicou decreto, no fim da tarde desta terça-feira, 20, no qual proíbe, temporariamente, a retomada das atividades escolares presenciais da rede estadual de ensino, no município.

Por meio de nota divulgada pela assessoria de comunicação, o prefeito Giovane Wickert observou que Município não é contra o retorno das atividades, mas defendeu um retorno seguro, com Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) nos educandários e uma organização melhor quanto à capacidade, já que hoje é de 50%. “Que seja um retorno seguro igual como foi da rede privada, com segurança e bom senso. No momento, a situação das escolas não atendem as normativas necessárias fixadas pelo próprio Estado, como a disponibilização de EPIs e materiais de higiene para professores e alunos”, enfatiza.

Wickert ainda explica que “tem a preocupação com o transporte escolar que precisa rodar por muitos quilômetros para pouca demanda, professores que precisam estar nos educandários para dar aula para poucos alunos, então tudo isso precisa ser avaliado”, observa Wickert. O prefeito de Venâncio, a convite do presidente da Famurs, Maneco Hassen, deve participar de um encontro na tarde desta quarta-feira, 21, com o Governo do Estado.

De acordo com a fiscal de posturas da Secretaria Municipal da Fazenda, Daniele Mohr, após a chegada dos EPIs, a Administração irá reunir o Centro de Operações Emergenciais de Saúde para a Educação (COE-E) local para reavaliar o plano de contingência e implementar os protocolos de distanciamento controlado”, adiantou à reportagem da Folha do Mate.

 

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome