Em levantamento realizado pela Folha do Mate do número de estudantes de Venâncio Aires neste ano, foi constatado que 11.130 alunos frequentam o Ensino Fundamental, Médio, Técnico e Superior no município.

Destes, 8.267 estão na educação básica na rede pública, o que corresponde a 74,27%, e 966 na rede particular de ensino. Sinal de que os profissionais do futuro, em sua maioria, terão como base o ensino público e gratuito. Na Educação Infantil, são 2.216 crianças nas escolas municipais.

Segundo a coordenadora pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, Alice Theis, a escola pública tem avançado constantemente e a distância com a rede particular tem diminuído. Ela atribui isso ao interesse dos professores na qualificação, já que mais de 80% dos profissionais que atuam no município têm pós-graduação. “Eles estão em constante aperfeiçoamento em questões como inclusão, diversidade e aprimoramento da prática pedagógica como um todo”, explica.

Alice reconhece que a rede pública ainda sofre com problemas de estrutura física, muitas vezes, mas os problemas são amenizados com o fato de a escola oferecer ao aluno um local de conhecimento e onde eles possam se expressar.

A coordenadora pedagógica destaca, ainda, que a família é fundamental para a eficácia da aprendizagem, no momento em que participa das atividades do aluno, se mostra interessada e cobra empenho. “A escola precisa ser um local acolhedor, em que tanto alunos quanto professores se sintam bem”, salienta.

PERFIL DOS ESTUDANTES

Alice observa que o perfil dos estudantes tem mudado constantemente e o professor precisa se adequar às novas realidades. “Precisamos trabalhar com muito som, imagem e tecnologia, mas sem esquecer da essência. Crianças continuam sendo crianças e adolescentes continuam sendo adolescentes”, diz. Ao mesmo tempo em que é preciso evoluir tecnologicamente, é necessário cuidar para que os vínculos de afeto não sejam deixados de lado. “O estudante de hoje ainda precisa do mesmo carinho e atenção, precisa se sentir valorizado”, finaliza.

Foto: Reprodução/Folha do Mate

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome