Wickert, o primeiro venâncio-airense secretário de Estado

-

No último dia 2, quando assumiu interinamente a Secretaria Estadual de Obras e Habitação, o ex-prefeito Giovane Wickert (PSB) entrou para a história como o primeiro venâncio-airense a exercer cargo de primeiro escalão no Governo do Estado. Ele vai responder pela pasta até 2 de janeiro de 2022 e, embora o período seja curto, de apenas um mês, Wickert garante que muito há por fazer e que sua rotina foi alterada de forma significativa, já que boa parte dos processos administrativos do Estado passa pela secretaria.

Ao mesmo tempo em que celebra a oportunidade recebida, Wickert se sente preparado para o novo desafio. Ao longo de duas décadas de vida pública, reuniu experiência como assessor parlamentar, vice-prefeito e prefeito. Quando esteve à frente do Executivo, presidiu o Consórcio Intermunicipal de Serviços do Vale do Rio Pardo (Cisvale) e ainda a Associação Gaúcha dos Consórcios Públicos (AGCONP), além de participar da Associação dos Municípios do Vale do Rio Pardo (Amvarp) e de entidades representativas da cadeia produtiva de tabaco. “É uma caminhada que me deu experiência para chegar ao atual momento”, analisa.

No período como secretário, o venâncio-airense tentará destravar projetos relacionados às escolas Adelina Isabela Konzen, de Vila Estância Nova, e Monte das Tabocas, do Centro, bem como buscar a retomada dos trabalhos na ERS-244, uma estrada considerada fundamental para a região, que liga a Capital Nacional do Chimarrão a Vale Verde. “Todas estas demandas estão no nosso radar. Temos que ficar atentos às oportunidades para que possamos atendê-las. Tanto as de Venâncio Aires como dos outros municípios gaúchos”, comenta.

Por coincidência, o primeiro ato como secretário foi a assinatura de um termo aditivo referente à transferência de um poço artesiano de Cerro dos Bois para Herval, no interior de Venâncio Aires. “Acolhemos o pedido para que o Município possa fazer o poço, com recursos de R$ 70 mil que já foram repassados. É um projeto de quando eu ainda era prefeito, ainda em razão da estiagem. Vai beneficiar a comunidade”, argumenta.

GANHO POLÍTICO
O ex-prefeito de Venâncio Aires concorda que a oportunidade de assumir a secretaria, agora, trará ganho político, em especial pelo fato de ser pré-candidato a deputado estadual. “Com certeza tem o espaço indireto no campo político. Cumpro todas as agendas no horário de expediente e até fora, mas sempre sobra tempo para conhecer pessoas e fortalecer laços por todos os lugares onde passo”, diz. Wickert destaca que “o peso de secretário é maior, tem mais espaço na imprensa, os prefeitos querem receber visitas e encaminhar demandas, além das agendas com entidades representativas e lideranças comunitárias”.

De acordo com Giovane Wickert, as demandas prioritárias para os seus 30 dias como secretário de Obras e Habitação estão relacionadas a barragens (Dom Pedrito e São Gabriel), regularização fundiária, projetos habitacionais, obras e PPCIs em escolas, acompanhamento de construções de seis centros de juventude e poços artesianos, além de encaminhamento de aditivos e licitações.

Saiba mais

• Gleno Scherer: Teve três mandatos de deputado estadual, presidiu a Assembleia Legislativa e chegou a assumir o Governo do Estado interinamente. Também foi conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

• Luiz Fernando Staub, o Ratinho: Teve dois mandatos de deputado estadual e presidiu a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan).

• Selvino Heck: Teve um mandato de deputado estadual.

• Importante: Os três foram deputados constituintes.

Leia mais: 

Câmara de Vereadores realiza última live do ano da Comissão Crise Hídrica

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes