Inicia a campanha salarial dos metalúrgicos para 2012

-


Inicia a campanha salarial dos metalúrgicos para 2012

Os metalúrgicos já iniciaram a campanha salarial deste ano que tem como tema ‘Valorização do Trabalho’. O lançamento ocorreu em Porto Alegre no dia 10 de maio na Praça Pinheiro Machado. Este mês é tido como data-base e é retroativo a 1° de maio.

Conforme explica o presidente do Sindicato da categoria em Venâncio Aires Darli Estraich, o grupo de trabalhadores realizou uma caminhada que passou também em frente a Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs) e do Palácio do Piratini. Ele lembra que a Fiergs simboliza o Sindicato Patronal (que representa os empresários) e que há uma pauta sobre desindustrialização, apresentada ao Governo do Estado. Estraich destaca que os produtos chineses que hoje entram no Brasil eliminam e provocam perdas de referência na indústria e postos de trabalho. “Tentamos negociar a pauta porque o Estado pode auto regular a entrada de produtos e também para que possa fomentar a discussão”, cita.

Neste ano, são discutidas na campanha com a patronal as cláusulas econômicas da categoria. Entre elas estão: o reajuste para o piso metalúrgico de 14,75%, o reajuste geral de salários pelo índice Nacional de Preços ao Consumidor + 5% de aumento real, cláusula que garanta que se o piso regional for maior, se iguale ao dos metalúrgicos, auxílio creche, auxílio educação, adicional noturno de 40% e extensão do pagamento até o fim da jornada.  E também a questão de que as empresas terceirizadas deverão equiparar os salários dos empregados que exerçam funções similares.

Estraich ainda lembra que não há data definida para encerrar ou se ter um resultado, pois depende das negociações. Ele avalia as campanhas de anos anteriores como positivas. “Se compararmos com outras classes, puxamos a frente em termos de ganho real”.

No entanto, ele ainda lembra que o Governo cria incentivos para empresários brasileiros como a baixa de juros. “Mas entendemos que trabalhadores  ficam de fora”.O diretor do Sindicato venâncio-airense, Leandro da Silva Silveira, acredita que há grandes possibilidades de se alcançar os objetivos da campanha. “Que seria um salário mais digno aos trabalhadores”.

ASSEMBLEIA

Na assembleia realizada com os associados da entidade no mês de abril, Estraich afirma que a pauta da campanha foi aprovada. A direção também apresentou na reunião a proposta de que não houvesse mais o desconto da contribuição negocial, que também teve aprovação.

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes