O prefeito Carlos Alberto Bohn publicou no dia 6 decreto que cria o Centro de Operação de Emergência em Saúde para Educação (COE-E). O objetivo do documento é estabelecer medidas e protocolos para o enfrentamento da pandemia do coronavírus, conforme calamidade pública nacional, estadual e municipal.

A medida segue determinação do governo estadual que instituiu o Sistema de Distanciamento Controlado, visando a retomada das atividades presenciais nos estabelecimentos de ensino. O grupo terá como objetivo acompanhar e articular com órgãos e entidades da Administração, bem como os demais entes da Federação, ações relativas às medidas temporárias de enfrentamento da emergência de saúde pública.

O decreto municipal define que a secretária de Educação, Júlia Theisen, atuará como gestora do grupo. O primeiro encontro dos integrantes da comissão municipal ocorreu na semana passada. As escolas também precisarão elaborar um plano de contingenciamento (COE-E Local). Segundo Júlia, as instituições de ensino já estão organizando o Centro, que precisara ter representantes da equipe diretiva, da comunidade escolar e alguém que faz parte a equipe de higienização da escola.

“Estamos angustiados com o retorno, sabemos que os pais também querem que ele aconteça, mas precisamos pensar e nos preocupar com a saúde das nossas crianças, para eles não se contaminem com a Covid. Ao mesmo tempo que temos muita vontade de ter o presencial, também temos que preservar a saúde dos alunos”, destaca a secretária.

Integrantes

O Centro de Operação de Emergência em Saúde para Educação (COE-E) Mato Leitão será composto por representantes dos seguintes órgãos: prefeito Carlos Alberto Bohn; Júlia Grasiela Theisen e Simone Eliana Ruppenthal Silberschlag, da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto; diretoras das escolas municipais: Cátia Roberta Vogt da Rosa (Emef Santo Antônio de Pádua), Marciani Cristini Wacklawowsky (Emef Ireno Bohn) e Betina Alice Henz da Cunha (Emei Vó Olga); Daniela Stöhr, do Conselho Municipal de Educação; Kátia Cristine Heinen e Carla Inês Heinen Stöhr, da Secretaria Municipal de Saúde; Luiz Antônio Lopes, da Vigilância Sanitária; e o diretor do Colégio Estadual Poncho Verde, Paulo Ricardo Heinen.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome