Mulheres tentaram furar a barreira montada pela PF. (Foto: Ronaldo Bernardi/Agência RBS)

Duas mulheres foram mortas a tiros e um homem e uma criança ficaram feridos, na noite dessa terça-feira, 16, após furarem uma barreira da Polícia Federal (PF), no município de Cristal, localizado no Sul do Estado. O grupo ocupava dois veículos – um Honda Civic e um Celta -, que segundo a PF, tentariam resgatar assaltantes de banco, que estavam escondidos na região.

As mulheres foram identificadas como Aline Schimit Pirola, 25 anos, e Daniela Weizemann, 35 anos, ambas moradoras de Lajeado. O homem ferido era condenado por homicídio e estava em prisão domiciliar. A criança tem 4 anos, foi atendida no hospital de Camaquã e removida a Porto Alegre, em estado grave.

Em um dos veículos foram apreendidas armas e munições. Há informações de que havia mais uma criança de 2 anos em um dos carros, mas ela não foi ferida.

A PF informou que agentes do Grupo de Pronta Intervenção (GPI) descobriram que pessoas tentariam resgatar os assaltantes e montou barreiras, na estrada que liga Cristal à cidade de Amaral Ferrador. O grupo que seria resgatado teria assaltado a agência da Caixa Federal de Dom Feliciano, no começo deste mês.

1 comentário

  1. Bandido valente para assaltar bancos e covarde com a familia. Abandonou a mulher morta e uma filha nenê na estrada.. Fugiu para Lajeado onde foi encontrado o carro , mas ele acabou fugindo… As mulheres deviam serem cúmplices dos maridos, mas botarem inocentes crianças no meio do crime é impensável… No face as imagens dos dois casais era de família perfeita e feliz.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome