Dor de garganta é um dos sintomas que tem aparecido na maioria dos casos. (Foto:Freepik/Divulgação)

Tosse e febre estão entre os sintomas mais conhecidos, quando se fala no novo coronavírus. Apesar disso, outros sinais também podem ser indícios da doença. Em Venâncio Aires, dor de garganta, de cabeça ou no corpo estiveram entre os sintomas mais comuns nos mais de cem pacientes que testaram positivo para a Covid-19.

“Às vezes, os pacientes apresentavam apenas um destes sinais e sintomas. A perda de paladar e olfato também é muito mencionada por eles”, afirma a enfermeira Carla Lili Müller, coordenadora da Vigilância Epidemiológica.

Ela comenta que a falta de ar também se destaca na lista de sintomas mais registrados, principalmente, pelos pacientes que tiveram as formas graves da doença. Além disso, estima que em torno de 30% dos casos diagnosticados em Venâncio eram assintomáticos. “Para muita gente, o teste positivo foi uma surpresa”, comenta.

PESQUISA

A terceira etapa do estudo de Epidemiologia da Covid-19 no Rio Grande do Sul, desenvolvido pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), cujos resultados foram divulgados nesta semana, apontou a dor de garganta como o sintoma mais presente entre os 18 pacientes confirmados com anticorpos, nas três fases do estudo.

A dor de garganta esteve presente em 22% dos casos, seguida por tosse (17%), alterações de olfato/paladar (17%), diarreia (17%), dificuldade para respirar (11%) e, por último, febre (6%). A pesquisa é realizada com testes aplicados de forma aleatória, nas residências, em Caxias do Sul, Ijuí, Passo Fundo, Pelotas, Santa Cruz do Sul, Uruguaiana, Santa Maria, Porto Alegre e Canoas. Em casa fase, são aplicados em torno de 500 testes em cada município.

Nesta terceira fase, o estudou mostrou que um total de 24.860 pessoas já pode ter sido infectado por coronavírus no Rio Grande do Sul. O número indica que um a cada 454 habitantes tenha a doença, e é nove vezes maior do que mostram os dados oficiais. Na fase anterior, há cerca de duas semanas, o levantamento apontava 15 mil infectados e, na primeira etapa, o número era de 5,6 mil contaminados.

Pela estimativa da pesquisa realizada pela UFPel, de que um a cada 454 habitantes tem o coronavírus, no Rio Grande do Sul, Venâncio Aires teria 157 casos, considerada a população de 71.554 habitantes.

Panorama dos casos de Covid em Venâncio 

– O Comitê de Saúde apresentou, na quinta-feira, 14, mais uma análise dos dados confirmados em Venâncio Aires. De acordo com o estudo, 59,40% dos 101 casos do município (registrados até a data) têm relação com Lajeado.

– Há pouco mais de duas semanas, 74,99% dos pacientes com coronavírus em Venâncio trabalhavam ou tinham familiares diretos atuando em Lajeado.

– Conforme o estudo divulgado nesta semana, outros 37,62% dos casos são diretamente relacionados a Venâncio, 1,99% com Mato Leitão e 0,99% com Vale Verde.

– Em Venâncio Aires até o momento 19 bairros ou loteamentos possuem casos confirmados de Covid-19. Coronel Brito, com 24 casos, e Cidade Nova, com 12, são os bairros com maior número de pessoas com a doença.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome