Venâncio Aires vai sediar a Festa da Colheita da Erva-Mate em 2022

-

A primeira edição da Abertura Oficial da Colheita da Erva-Mate do Rio Grande do Sul foi realizada nessa segunda-feira, 24, no município de Ilópolis. O governador Eduardo Leite e o prefeito de Venâncio Aires, Jarbas da Rosa, participaram do evento estadual que contou com participações restritas em função da Covid-19.

O evento ocorrerá anualmente, de forma itinerante nos polos regionais, o que inclui o Vale do Taquari. Pelo rodízio estabelecido, Venâncio Aires receberá o evento da colheita em maio do próximo ano. “Participei hoje da primeira Festa da Colheita da Erva-mate, em Ilópolis. Além de destacar esse importante produto-símbolo dos gaúchos, a edição 2022 foi confirmada para acontecer em Venâncio Aires, durante a próxima Fenachim”, confirmou o prefeito Jarbas da Rosa, em publicação em rede social. Se a pandemia permitir, também em maio de 2022 será realizada a 16ª Festa Nacional do Chimarrão (Fenachim).

O município de Novo Barreiro receberá o evento em 2023, Erechim será a sede em 2024 e Machadinho em 2025. A festa da colheita da erva-mate integra, desde 2019, o calendário oficial do Estado, a partir da lei de autoria dos deputados estaduais Elton Weber e Vilmar Zanchin, do deputado federal Ronaldo Santini, atual secretário de Turismo, e dos ex-deputados Juliano Roso e Missionário Volnei.

“A roda de chimarrão é a rede social preferida dos gaúchos. Reúne pessoas e é sempre uma desculpa para boas conversas. Temos muito orgulho dessa cultura de compartilhamento. Celebramos, mais que o símbolo, a capacidade empreendedora e a vocação para o turismo do povo gaúcho.”
EDUARDO LEITE – Governador do RS

Presidente da Frente Parlamentar da Erva-Mate da Assembleia Legislativa e um dos proponentes da lei que estabeleceu o evento, o deputado Elton Weber participou do evento. Ele destacou em seu discurso importância da cultura para o Rio Grande do Sul. “A erva-mate que é nossa árvore símbolo nossa cultura símbolo, tem destaque também pela questão não só cultural, social e ambiental, mas também pela questão econômica.”

Conforme a assessoria de imprensa do parlamentar, outro assunto encaminhado durante a abertura da colheita foi a necessidade de reanálise do Fundomate já que algumas indústrias não estão recolhendo as contribuições que depois são investidas em ações em prol do setor. Recentemente, o Estado liberou R$ 750 mil, recurso que possibilitou, por exemplo, a realização do evento desta segunda.

*Com informações das assessorias do Palácio Piratini e do deputado Elton Weber.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes