Pelas ruas do bairro londrino de Notting Hill

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalCasarios antigos foram restaurados nos últimos cinquenta anos
Casarios antigos foram restaurados nos últimos cinquenta anos

Caminhando pelas charmosas ruas de Notting Hill de hoje, no noroeste de Londres, é difícil de acreditar que até pouco mais de cinquenta anos atrás este emaranhado arquitetônico deslumbrante era considerado uma favela repugnante, sem saneamento algum e infestada por ratos e imundície. Durante várias décadas do século XIX e início do século XX os pobres moradores viveram em condições esquálidas, na miséria, no meio de pocilgas. A história do elegante bairro londrino de hoje remonta ao final do século XVII e início dos anos 1800 quando a região era esparsamente habitada,na verdade só campos, marcados por propriedades rurais com criação de porcos e várias olarias que produziam cerâmica e telhas.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalFamília Ladbroke fui instrumental no processo de renovação do bairro
Família Ladbroke tinha muitas terras na região e foi instrumental no processo de reconstrução do bairro
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalMelhor de maneira de conhecer o bairro é caminhando sem rumo, apreciando cada detalhe
Melhor de maneira de conhecer o bairro é caminhando sem rumo, apreciando cada detalhe

Durante muito tempo era uma zona londrina sem apelo algum, pobre e com grande concentração de imigrantes caribenhos, marroquinos e espanhois principalmente mais adiante na história, depois da Segunda Guerra Mundial. Neste período foi criado o carnaval de Notting Hill que acontece todos anos no último fim de semana de agosto para comemorar tradições culturais do Caribe. O evento é considerado o maior festival de rua da Europa e deixa o bairro lotado durante três dias de samba e batucada. O cenário cultural alternativo que o bairro oferece hoje está justamente enraizado nesta diversidade étnica que sempre marcou Notting Hill. Com um planejamento de habitação social arrojado o bairro foi perdendo a imagem de lugar degradado e perverso e ao longo dos anos as grandes construções vitorianas foram renovadas e divididas em apartamentos de luxo. Nos últimos 40 anos o bairro foi transformado, considerado atualmente um dos mais elegantes (e com imóveis caríssimos!) da capital britânica.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalMuito charme na arquitetura restaurada
Muito charme na arquitetura restaurada
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalPortobello road corta o bairro de sul a norte
Portobello road corta o bairro de sul a norte

Caminhar por Notting Hill significa se perder e se achar novamente, apreciando casarios antigos coloridos, pequenas praças ajardinadas, entrando nas dezenas de lojinhas de antiquariados, brechós, livrarias antigas espalhadas em cada canto. Passear neste pequeno bairro é revitalizante, longe do barulho de trânsito saboreando o ar fresco dos parques verdejantes de Holland Park, Kensington Park e Hyde Park que cercam a região. E para recarregar as energias nada melhor do que uma paradinha num dos tantos cafés, bares e restaurants localizados no bairro. Meu lugar favorito é a casa de cupcakes The HumingbirdBakery (doçuras que enlouquecem qualquer paladar!), com outros endereços em Londres.Mas gosto também do café Biscuiteers, recheado de delícias e um cafezinho maravilhoso.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalEssa lojinha é incrível! passei uma hora olhando mapas antigos (e originais!) de Londres e de todo mundo
Essa lojinha é incrível! passei uma hora olhando mapas antigos (e originais!) de Londres e de todo mundo
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalmuitas opções de compras ...
muitas opções de compras …

Uma das principais atrações de Notting Hill é o mercado de Portobello Road que acontece todos sábados. A rua recorta o bairro de norte à sul e foi assim nomeada pois era antigamente o caminho de acesso a propriedade rural de Portobello (em homenagem à cidade Porto Bello no Panamá conquistada pelos britânicos em 1739). Portobello é o coração pulsante de Notting Hill, repleta de cafeterias, restaurantes, pubs e muitas lojinhas. Se aos sábados a rua fica abarrotada de gente indo e vindo à procura de barganhas no maior mercado de Londres, durante a semana o passeio é bem mais tranquilo, sem as barraquinhas da feira, mas esbanjando graça e originalidade.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalSouvenirs muito bacanas nesta loja
Souvenirs muito bacanas nesta loja
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalPuxadores bem interessantes no workshop da designer Chloe Alberry
Puxadores bem interessantes no workshop da designer Chloe Alberry
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalPortobello road
Portobello road

Por aqui pode-se encontrar de tudo, para todos bolsos e gostos entre presentinhos alternativos, peças tradicionais, acessórios vintage, mapas e livros antigos, plaquinhas de Londres, obras de arte de artistas emergentes, artigos de porcelana, prataria e tanto, tanto mais. Pelas ruas adjacentes casarios imponentes construídos em outros tempos transpiram charme e elegância.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalCasinhas coloridas são um encanto!
Casinhas coloridas são um encanto!
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalmuitas delicias nesta padaria
muitas delicias neste café

é impossível não se maravilhar com tanta originalidade! Aliás, a beleza do bairro está justamente em sua essência simples, nos detalhes da sua gente, da diversidade cultural, na grandiosidade arquitetônica embora sem marca de ostentação.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalLivraria ficou famosa com o filme!
Livraria ficou famosa com o filme!
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalamo!
amo!

Notting Hill ganhou notoriedade no cinema com o filme Um Lugar Chamado Notting Hill (1999) quando o ator inglês Hugh Grant e a americana Julia Roberts protagonizaram uma história de amor inesquecível que se desenrolou pelas ruas do bairro. Muitos turistas visitam a região para relembrar a comédia romântica pra ver de perto os locais que aparecem no filme. Como por exemplo, a livraria “Notting Hill Bookshop” onde os dois personagens se conheceram, iniciando assim o conturbado romance. O cinema Coronet é outra referência ao filme pois ali os pombinhosassistem a um filme juntos. O cinema é além disso histórico pois viveu momentos de glória durante a era vitoriana como um dos teatros mais prestigiados de Londres sendo muito frequentado pela realeza britânica e a nata da sociedade londrina. Notting Hill é apaixonante! Vale à pena visitar.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoaladorei essa lojinha com roupinhas de crianças confeccionadas com algodão orgânico
adorei essa lojinha com roupinhas de crianças confeccionadas com algodão orgânico

COMO CHEGAR – a estação de metrô mais perto é a Notting Hill Gate (linha vermelha Central Line ou District;Circle line) mas eu prefiro descer uma estação antes na Queensway (linha vermelha Central Line) e dali pode caminhar um pouco pelo Kensington Gardens, depois atravessa a avenida Bayswater para continuar na Ossington Street e passar pela praça e jardins de Pembridge e pouco mais adiante dobra à esquerda até o início da Portobello Road à direita. é uma caminhada bem tranquila e bem menos turistas que na saída da Notting Hill Gate

 

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalinício da Portobello road (vindo das estações de Notting Hill Gate ou Queensway)
início da Portobello road (vindo da estação de Notting Hill Gate ou Queensway)
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalElegância e praticidade
Elegância e praticidade
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalBairro é bem residencial mas imóveis custam caríssimos
Bairro é bem residencial mas imóveis custam caríssimos