Prefeito Giovane Wickert cria Secretaria de Segurança Pública em Venâncio

-

Agora é oficial. Venâncio vai ter, possivelmente até o final do ano, a Secretaria Municipal de Segurança Pública, uma promessa dos últimos três governos, que Giovane Wickert (PSB) agora como prefeito vai tirar do papel.

Nesta semana ele esteve no Palácio Piratini, onde o governador Eduardo Leite (PSDB) liberou R$ 51 milhões de empréstimos do Badesul para 28 municípios gaúchos. Para Venâncio foram liberados R$ 950 mil para criar a Secretaria Municipal de Segurança Pública, criar e equipar a Guarda Municipal, que terá até 20 agentes.

Dário Martins, militar reformado, aposentado da Susepe como Diretor Penitenciário, e que está ao lado de Giovane desde que houve o ‘racha’ com o prefeito Airton Artus (PDT) no governo passado, é fiador fiel do projeto. Dário tem ótimas relações no meio da segurança pública no RS e liderou um grupo de trabalho que projetou a criação da secretaria, que vem para somar nos esforços pela segurança pública de Venâncio.

E pelo que tem falado o prefeito Giovane, Dário vai ser o secretário da pasta.

Ontem Dário me passou uma mensagem que recebeu de Cleiva Heck, vereadora suplente do PDT que foi presidente da 15{ Fenachim: “Que venha mais segurança pra nossa cidade. Estamos vivendo momentos cada vez mais preocupantes com a violência. Precisamos de proteção urgente. Desejo a você Dário e equipe de trabalho que consigam por em prática o mais rápido possível os mecanismos necessários para a segurança da população venancio-airense.”

 

De sobreaviso

Júlio Artus, médico anestesiologista que atua no sobreaviso do plantão do Hospital, se mostra preocupado com o atraso de dois meses no pagamento dos médicos. Na terça, 2, os médicos devem se reunir para tomar uma posição. Não está descartada a suspensão do atendimento, admite Júlio, que assinala também preocupação com a dívida crescente do hospital, que já chega aos R$ 17 milhões

Lei vai e volta
Faz duas semanas que entrou em vigor lei proposta pelo vereador André Puthin (MDB) e aprovada na Câmara de Vereadores, proibindo realização de festas e eventos a menos de 50 metros de postos de combustível. A preocupação com a segurança foi o argumento.
Agora, para gravação do Galpão Crioulo da RBS, que acontece hoje as 11h na frente do Adams Redemac, os vereadores tiveram que correr as pressas e ontem se reuniram extraordinariamente para revogar a mesma lei, e permitir o evento ao lado do Posto Shell.
Nos precipitamos ao aprovar a lei, me disse um vereador ontem. Também acho.

Mais empregos

Caged mostra que no mês de maio o Brasil gerou 32.140 empregos, somando 315 mil criados no ano. Este é o terceiro ano consecutivo que maio tem saldo positivo na geração de empregos no país, o que é bom sinal.
No RS é que maio foi um mês muito ruim, com saldo negativo de 11.207 empregos. O pior resultado entre todos os estados brasileiros no mês. No ano o saldo é positivo de 25.035 empregos.
Venâncio teve saldo positivo de 58 empregos em maio. No ano o saldo é de 4.573 empregos. Nesse número está a mão de obra temporária contratada pela indústria tabacaleira, que está a todo vapor no processamento da safra.

Menos Ibope

Pesquisa Ibope mostra que a aprovação do governo Bolsonaro caiu de 35% para 32% de ótimo e bom. Outros 32% consideram regular. De péssimo/ruim teve 32%.
No Sul do Brasil – RS,SC e PR -, onde Bolsonaro fez 66% dos votos no segundo turno, a aprovação subiu de 44% para 52%.

De Bolsonaro
Do presidente Jair Bolsonaro no Twitter, onde ele tem feito sua comunicação direta:
“A oposição tenta a todo custo emplacar a tese de que só perdeu as eleições por conta de supostas fake news, como se a população brasileira fosse idiota e eles tivessem muita credibilidade.
Deveriam se conformar. Perderam porque roubaram, quebraram o país e o entregaram ao desemprego e à violência generalizada; porque estavam transformando o Brasil em uma Venezuela; porque defendem aborto, desencarceramento, controle da internet e da mídia e outros absurdos.
Perderam porque colocaram um preso condenado por corrupção em suas campanhas, e o povo brasileiro não gosta de bandido. Nós vencemos e estamos consertando esses erros!

No G20
Reunião do G20 no Japão mostra que governos europeus, de social democracia, mesmo que conservadores, como França e Alemanha, não ‘engolem’ Bolsonaro como presidente do Brasil. Quem se abre para Bolsonaro e o Brasil é Donald Trump, o presidente americano. Mudança de tempos.

Esportivas

* A seleção de Tite passou com ‘as calças na mão’ pelo Paraguai na Copa América. Empatou em 0x0 na Arena e venceu nas penalidades, onde Alisson pegou uma e decidiu. O Brasil de Tite já jogou bem mais. Parece um time sem coragem. Mas está na semifinal.

* O Guarani publica edital convocando os 20 membros do Conselho Deliberativo para eleição dia 4 de julho, próxima quinta. O advogado Mateus Rosa, depois de dois anos no cargo, entrega a presidência do Conselho para Romeu Siebeneichler, figura histórica do clube, que foi atleta, técnico e dirigente do Rubro-negro nos últimos 50 anos.

* A notícia preocupante é que o presidente do clube, Sergio Battista, anuncia que deixa a presidência agora no meio do ano. Ele presta contas na assembleia do dia 4.

* Atacante gremista Everton, o ‘Cebolinha’, ganha destaque na seleção onde virou titular e estrela. Já se fala que o Manchester City, de Guardiola, quer pagar R$ 175 milhões pelo melhor atacante brasileiro na atualidade. O Grêmio tem 50% do passe. Não tem como segurar.

Do Twitter

* Exame: Trump e Bolsonaro trocam elogios durante encontro no G-20 em Osaka, no Japão.

* Estadão: Denúncia contra Gleisi no ‘quadrilhão’ deve ir para a Lava Jato, diz Raquel.

* Veja: Raquel Dodge quer Gleisi julgada por sucessor de Moro em Curitiba.

* O Antagonista: Palocci confirma R$ 30 milhões da JBS para comprar apoio do MDB a Dilma em 2014.

* Folha S. Paulo: Aprovação do governo Bolsonaro cai para 32% e é a menor desde a posse, diz Ibope.

* GaúchaZH: Aprovação do governo Bolsonaro cresce na Região Sul.

* Agência Brasil: Capital uruguaia, Montevidéu é a cidade mais cara da América Latina para se viver, revela pesquisa.

* Bolsonaro: Na reunião com o Presidente Trump, retomamos assuntos tratados na visita a Washington e introduzimos a ideia de um acordo de livre comércio para fortalecer ainda mais nossa parceria econômica. Trabalhando juntos, Brasil e EUA podem ter impacto muito positivo no mundo.

* Alexandre Garcia: Governador do RS, Eduardo Leite, no velório de dois PMs, mortos por bandidos. Novos tempos de honrar heróis da lei.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes