Decisão foi divulgada nesta segunda-feira (Foto: Roni Müller / Folha do Mate)

Um efeito suspensivo determinou a inclusão da ACBF na Taça Brasil de Clubes que será disputada a partir desta segunda-feira, em Erechim, onde reúne campeões dos principais Estados.  Em nota, escrita pelo relator da CBFS, Luís Eduardo De Salles Temóteo, é deferida o efeito suspensivo no sentido de determinar a inclusão da Associação Carlos Barbosa de Futsal (ACBF) em substituição à Associação Esportiva de Venâncio Aires.

A ACBF havia entrado com pedido no mês de maio e o julgamento aconteceu somente na semana passada. Num primeiro momento, o TJD deu ganho de causa à Assoeva, porém na manhã desta segunda-feira, o STJD da CBFS emitiu um efeito suspensivo e a ACBF, atual campeã gaúcha, teve ganho de causa.

“Apesar de ter abdicado do direito de disputar a Série Ouro em 2019, não há elementos nos autos que indiquem que a mesma não se encontra regularmente filiada à Federação Gaúcha da modalidade, nem de qualquer outro fator impeditivo de sua participação. Não visualizo, por fim, grave risco de irreversibilidade”, diz a nota.

Com base em tudo o que exposto anteriormente, em sede de juízo de cognição sumária, DEFIRO O EFEITO SUSPENSIVO em questão, no sentido de determinar a INCLUSÃO da Associação Carlos Barbosa de Futsal na XLVI Taça Brasil de Clubes”, acrescenta o relator.

O Tribunal frisa ainda que “De forma complementar, por ocasião de sua manifestação a entidade gaúcha de administração não logrou êxito em, minimamente, justificar qual critério teria adotado para indicação da ASSOEVA como representante estadual na Taça Brasil.

Conversei com o professor Engelberto Henn, presidente da Assoeva. Ele lamenta a decisão, mas diz que o clube não tomará providências para tentar reverter a situação. Ele diz que a Assoeva mantém o foco na Série Ourro e na Liga Nacional. “O silêncio é a melhor forma de agir neste momento. No início do ano tinham prometido que a FGFS era a competição oficial do RS, mas não adianta ir contra essas grandes decisões. Sábado seguimos o calendário do Estadual e vamos nos concentrar nisso. Não temos cacife e poder para bater de frente com eles”, esclareceu Henn.

A Assoeva teria estreia agendada na Taça Brasil terça-feira à tarde contra o Constelação, de Roraima.

Confira a nota emitida pela direção da Assoeva:

A Assoeva/Unisc/ALM vem por meio deste, lamentar a decisão do STJD e da Confederação Brasileira de Futebol de Salão que a excluiu da 46ª Taça Brasil de Futsal, que inicia nesta segunda-feira, dia 5, na cidade de Erechim.
Entendemos que os participantes do torneio são os atuais campeões de cada estado e por esta razão a vaga do RS seria da ACBF. No entanto, os clubes que disputam a Taça Brasil precisam estar filiados e jogando as competições no seu estado organizadas pelas respectivas federações estatuais, o que não é o caso da ACBF.
Desta forma, a exemplo do que já ocorreu na disputa da Copa do Brasil neste ano, a Assoeva foi a indicada pela Federação Gaúcha de Futebol de Salão para representar o estado na Taça Brasil neste ano.
O clube sente-se desrepeitado com esta decisão arbitrária tomada para favorecer o time de Carlos Barbosa. Além disso, é vergonhoso a falta de consideração com a nossa equipe, que já estava com seu calendário alterado para poder participar da competição e já estava até em deslocamento a Erechim.

Direção da Assoeva

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome