Moradora de Venâncio perde R$ 36 mil no conto do bilhete premiado

-

Um dia depois da Polícia Civil tomar conhecimento de um golpe, onde um homem de 74 anos perdeu R$ 11 mil no conto do bilhete, uma mulher de 64 anos entregou R$ 36 mil na mão de dois golpistas, com a promessa de ganhar o valor de um bilhete premiado.

A mulher disse que o golpe começou a ser praticado na tarde de segunda-feira, 23, quando ela caminhava pelo bairro Coronel Brito, e os estelionatários seguem mantendo contato telefônico, pois sabem que ela possui mais dinheiro disponível em sua conta bancária.

Ela declarou na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) que na segunda foi abordada por uma mulher, mas logo surgiu um homem, que deu prosseguimento ao golpe. Ela falou do bilhete, que estaria premiado em quase R$ 3 milhões.

Mas por motivos que a vítima não conseguiu explicar, a golpista abriu mão do ‘bilhete premiado’, em troca de doações dela (vítima) e da outra pessoa que se propôs a ajudar (que também é golpista).

A mulher de 64 anos foi com a outra mulher até a sua casa, onde possuía R$ 6 mil e entregou à estelionatária. Depois, em um carro cor branco, foi com os golpistas até uma agência bancária, onde transferiu R$ 30 mil à ‘dona do bilhete premiado’. O outro golpista simulou ter entregue uma grande quantia em dinheiro, como sendo a sua parte no ‘acordo’.

Mesmo depois de perder R$ 36 mil e estando dentro da DPPA, a vítima seguia conversando – pelo celular – com a golpista, que pedia que ela transferisse mais R$ 25 mil.

Para o delegado Vinícius Lourenço de Assunção, além dos golpistas se valerem da idade mais avançada das vítimas, ele acredita que o golpe é movido pela ganância das pessoas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes